Roubada, Lesley Pearse - Resenha

08 agosto 2014

Ficha Técnica: 
Livro: Roubada
Título Original: Stolen
Autora: Lesley Pearse
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
Sinopse: Ao se aproximar, David percebeu, para seu horror, que era uma mulher. Suas pernas desnudas ainda estavam dentro da água e, quando as ondas chegavam, levantavam a saia do vestido e faziam com que se agitassem. A cabeça não ficou visível até que ele se aproximasse, e David percebeu que ela era jovem, com mais de 20 anos, esguia e bela, e que seu cabelo loiro havia sido cortado de forma descuidada e brutal. —Quem é você?—ele perguntou, abaixando-se ao seu lado nos pedriscos da praia, erguendo-a até que estivesse sentada e apoiada contra seu ombro. David tomou o pulso da mulher. Embora a pele dela estivesse fria como o gelo e muito enrugada por causa da submersão, ele conseguiu sentir uma pulsação leve.” Contrariando todas as expectativas, ela está viva, mas não faz a menor ideia de quem seja. Contudo, quando sua foto é colocada no jornal local, uma antiga companheira de trabalho no cruzeiro que fez pela América do Sul a reconhece.



Resenha por Sílvia:

Sério? Eu não queria ser essa garota. Ela teve uma vida muito difícil, coisas ruins aconteceram de novo e de novo, claro que também teve seus momentos felizes, mas o mundo foi cruel com ela. Sua vida parece um filme de terror.
Lotte - loira, olhos azuis, alta, linda - é encontrada quase morta por David na praia, quando ele está passeando por lá com seu cachorro. Ela está sem memória, tem muitos machucados, cabelo cortado de forma brutal, está fraca e estava desaparecida por mais de um ano. Então, o livro é em relação ao que aconteceu com ela para ser encontrada ali e porque, sua trajetória e sofrimento.
O livro é em terceira pessoa e intercala vários personagens e acontecimentos. Então temos vários pontos de vista e assim, por meio de flash backs, vamos descobrindo o que e onde Lotte estava fazendo ha um ano atrás ou mais, como foi sua infância e adolescência, como ela era e como era sua relação com os personagens e por fim todos os acontecimentos. 
Logo depois de ela ser encontrada, são divulgadas fotos e tudo mais para que "a garota misteriosa da praia" seja reconhecida. Assim, já somos levados a narração de amigos dela, Dale e Scott, é com eles que primeiramente descobrimos quem Lotte era, o que fazia, onde trabalhava, como ela era. Eles a reconhecem e vão atrás dos pais dela em busca de apoio.  Aí, nesse momento, somos introduzidos a infância não muito boa de Lotte e ao que ela era, o que fazia, onde estava ha um ano atrás com esses amigos. Após, seus melhores amigos gays, Simon e Adam, a reconhecem também e assim que Lotte os vê tem o primeiro lapso de memória e somos levados a descobrir, por meio da narração deles, sobre a adolescência difícil dela, como se conheceram e como estava a vida dela. E é assim que o livro flui, no começo ela lembra algo aqui, algo ali, somos introduzidos a novos personagens e logo é narrada uma parte da vida de Lotte. 
De acordo com que as memórias vão voltando e os amigos ficam repensando os acontecimentos de seu passado, percebemos e sentimos uma preocupação quanto a reação de Lotte a tantos maus acontecimentos em sua vida. Até aí pensei que a história envolveria muito mistério e quem sabe ação, que ela demoraria a recobrar sua memória. Mas não, a cada capítulo, como os passar dos dias e a cada coisa pequena que acontece, ela lembra de algo. Então, acaba que não tem muito mistério. E achei esse um dos pontos negativos do livro, pois esperei por mais mistério a respeito de sua memória.
Lotte depois de dias hospitalizada recebe alta e volta para a casa de seus amigos. Até que o livro estava meio parado, sem muita coisa acontecendo, poucas memórias voltando, quando Lotte e Dale, por acidente, acabam sendo sequestradas e a partir daí são jogadas muitas coisas em cima do leitor. Muitos acontecimentos da vida de Lotte, são revelados e detalhados. Digamos que tem bastante coisa acontecendo e muita ação. As coisas começam a se completar e fazer sentido. É surpreendente, mas previsível. Há muitas cenas de sexo, bem toscas, tensas e desagradáveis, também. As entenderão, se ler o livro.
Enquanto elas estão sumidas, David, o rapaz que a encontra na praia e que está aparentemente apaixonado por ela faz de um tudo para encontrá-las, arrastando consigo todos que ele pode, para investigar. Ele tem um papel bem importante.
Logo após, chega o grand finale, que não me decepcionou nem um pouco. Nesse momento Lotte tem que se superar mais uma vez e se mostra uma mulher realmente forte, passa por cima de todos acontecimentos traumáticos da sua vida de cabeça erguida, se mantém equilibrada nas horas certas. Uma cena forte que acontece nesse meio tempo se tornou a minha favorita. E mesmo após tudo, quando achamos que tudo finalmente se resolve, aparece mais uma coisa ruim para Lotte enfrentar.
Se acha que não tem romance, beijos e essas coisas, está enganado. Tem romance e muito amor sim, e por fim isso parece ser a única ou primeira coisa que começa a dar certo na vida de Lotte.

Personagens:
Lotte, Dale, Scott, Simon, Adam, David, Detetive/Policial Bryan, Fern e Howard.

Ápice do livro:
Para mim o ápice  é já perto do final, quando Lotte, depois de tudo que passou em sua vida e após se salvar de mais uma coisa que poderia ter posto fim a sua vida, finalmente se vinga e põe para fora tudo que estava sentindo e guardando dentro de si ao longo dos anos. 

Capa:
Adoro a capa, acho que foi a segunda coisa que me deu vontade de ler o livro depois da sinopse. Assim como todo o livro ela é cheia de detalhes, bem feminina, com cores claras e suaves com o rosto da personagem principal. Parece até ser um livro fofinho e leve só olhando pela capa. Mas não se enganem, pois de fofo e de leve ele não tem nada, na verdade é bem denso.

Trilha Sonora: 
O livro faz algumas referências à músicas relacionando-as a algumas cenas, memórias e personagens.
  • Madonna - Papa Don't Preach
  • Rick Martin feat. Christina Aguilera - Nobody Wants to be Lonely
  • Atomic Kitten - Whole Again
  • Alicia Keys - Fallin' Álbum
Quotes:
"(...) Eles roubaram mais de um ano da minha vida e o meu bebê. Eles quase roubaram a minha vida e a minha sanidade, também. (...)"
"(...) Lotte sentia que toda aquela estrutura ruiria a qualquer momento, e ela seria levada pela enchente de lembranças."
"Você se lembrou de tudo que há aqui? - Perguntou Dale. Ela se aproximou da amiga, e, se apoiando sobre um cotovelo, afastou o cabelo que cobria o rosto de Lotte. - Sim, estou sentindo que tudo está voltando.(...)"
Opinião Final:
Apesar de ter sido completamente o contrário do que eu esperava e bem diferente do que estou acostumada a ler, eu recomendo o livro. Mas se for ler, esteja certo do que está prestes a encontrar no livro, é uma história bem tensa, intensa, densa, forte, com muito sofrimento e auto superação. Não tem muita profundidade, pode ser uma leitura arrastada, lenta, depende da pessoa. Mas para mim, foi bom apesar de tudo, teve vários momentos em que gostei bastante, mas não chegou a passar de bom para mim.
Umas das coisas que eu gostei muito no livro foi que no final há várias páginas falando da autora, de sua vida e tudo mais - eu acho que todo livro deveria ter isso, adoro saber sobre os autores - e outra parte em que ela fala, como em uma entrevista, sobre a criação de Roubada.

Nota:
 Três estrelas e meia.


4 comentários

  1. Ai gente, fiquei com dó da moça só de ler a sinopse, não sei se ia aguentar ler essas coisas, sou muito sensível! Fiquei lembrando de Desventuras em Série, coitadinha. ))): rs

    http://www.livrologias.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Joyce!
    Mais um livro que você me apresenta e que fico com o sentimento de que preciso lê-lo em breve.... Mesmo tendo uma história densa, sempre é bom sair daquela "rotina literária" e nos aprofundarmos! Gostei e muito da sua resenha e já anotei esse livro na minha lista de desejados!

    Beijos
    http://estantedafer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Não sei se eu conseguiria ler esse livro , a história parece muito forte, e eu sou muito emotiva...
    Irei pensar sobre ler ele !
    Beijos e até! :)
    Sou do Blog:
    http://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Nossa, amo histórias assim, sabe? que abalam hahaha mas sempre procuro intercalar com histórias mais descontraídas, recentemente li como eu era antes de você, e fiquei em depre pós leitura por umas 3 semanas, sem conseguir ler mais nada nesse período!
    Adorei a resenha, Joyce!

    ResponderExcluir