Filmes sobre Romances de Época



Olá Galerinha.

Tudo bom?

Hoje vou apresentar para vocês alguns filmes sobre romance de época, que particularmente adoro.


ORGULHO E PRECONCEITO


Sinopse e detalhes

Inglaterra, 1797. As cinco irmãs Bennet - Elizabeth (Keira Knightley), Jane (Rosamund Pike), Lydia (Jena Malone), Mary (Talulah Riley) e Kitty (Carey Mulligan) - foram criadas por uma mãe (Brenda Blethyn) que tinha fixação em lhes encontrar maridos que garantissem seu futuro. Porém Elizabeth deseja ter uma vida mais ampla do que apenas se dedicar ao marido, sendo apoiada pelo pai (Donald Sutherland). Quando o sr. Bingley (Simon Woods), um solteiro rico, passa a morar em uma mansão vizinha, as irmãs logo ficam agitadas. Jane logo parece que conquistará o coração do novo vizinho, enquanto que Elizabeth conhece o bonito e esnobe sr. Darcy (Matthew Macfadyen). Os encontros entre Elizabeth e Darcy passam a ser cada vez mais constantes, apesar deles sempre discutirem.
 A trama se passa no final do século XVIII, quando o sonho da maioria das garotas era encontrar um homem rico que lhe garantisse um bom futuro. Mas Elizabeth (Knightley) não quer seguir os planos impostos pela família, apaixonando-se por um homem tímido e misterioso (Matthew MacFadyen).
 Orgulho e Preconceito, do mesmo diretor de Anna Karenina, confirmou o gosto de Keira Knightley por produções de época. Ela já tinha interpretado o papel feminino principal em Rei Arthur (2004) - filme mais voltado para a ação do que para o romance -, mas depois experimentou outros romances clássicos em Desejo e Reparação (2007) e A Duquesa (2008).
CASANOVA
Sinopse e detalhes
Pela 1ª vez em sua vida, Casanova (Heath Ledger) encontra uma mulher à sua semelhança. A bela veneziana Francesca Bruni (Sienna Miller) acaba de fazer algo que Casanova acreditava ser impossível de acontecer: rejeitá-lo. Usando os mais diversos disfarces e estratégias, ele aos poucos se aproxima de Francesca. Na tentativa de conquistá-la, ele coloca em jogo sua reputação e até mesmo sua vida.

A história de Casanova (2005) é outra lenda da literatura romântica, sobre um homem conquistador, que nunca se apaixona, até ser rejeitado pela primeira vez. Heath Ledger interpreta o galanteador, mas apesar de todo o seu charme, Francesca (Sienna Miller) o recusa. Este homem começa a usar todas as suas artimanhas, correndo o risco de destruir sua reputação e sua vida.
 Com o slogan "Não há maior aventura que o amor verdadeiro"Casanova foi dirigido por um cineasta que não tem medo de ser romântico ou piegas demais: Lasse Hallström. O filme teve um sucesso apenas modesto, mas ainda é lembrado tanto pelos fãs de histórias de amor quanto pelos adoradores de Ledger, que viram o ator no último filme de época antes de sua morte, em 2008.


ELISABETH

Sinopse e detalhes

Inglaterra, 1554. O país está dividido entre católicos e protestantes. Mary Tudor (Kathy Burke) está no poder e uma católica fervorosa, mas tem um tumor que a deixa com os dias contados. Sua meia-irmã, Elizabeth (Cate Blanchett), uma protestante convicta e a primeira na linha de sucessão. Elizabeth levada até a rainha, que tenta fazê-la prometer que o país seguirá o catolicismo. Mas, apesar de poder morrer, Elizabeth diz que será fiel sua consciência. Já no leito de morte de Mary Tudor, o Duque de Norfolk (Christopher Eccleston) tenta fazer em vão com que a rainha assine a pena de morte de Elizabeth que, com a morte de Mary, coroada rainha. Entretanto, Elizabeth herda um país falido, sem exército e com inimigos por todos os lados, até mesmo na sua própria corte, forçando-a a calcular cada passo para permanecer no poder. Inicialmente ela comete erros graves, mas gradativamente vai se firmando e, sempre aconselhada por Sir Francis Walsingham (Geoffrey Rush), ela planeja matar todos os seus inimigos para consolidar seu poderio.

Além de ser um romance de época, Elizabeth (1999) também apresenta a biografia da Rainha Elizabeth I, no século XVI. Na época, a Inglaterra é o palco de um confronto sangrento entre católicos e protestantes. Quando Elizabeth (Cate Blanchett) conquista o poder, ela deve enfrentar a oposição dos padres, a resistência dos nobres ao seu romance com o lorde Robert Dudley (Joseph Fiennes) e a falência iminente do reinado.
 Com uma atuação poderosa de Blanchett e diversos coadjuvantes talentosos (Geoffrey RushChristopher Eccleston), Elizabeth obteve um grande sucesso em 1998, sendo indicado a 7 Oscar. Uma sequência foi preparada nove anos mais tarde: Elizabeth - A Era de Ouro (2007), com Blanchett voltando ao papel da rainha dividida entre guerras, amores e complôs. O filme venceu diversos prêmios pelos figurinos, maquiagem e cenários.

MOÇA COM BRINCO DE PÉROLA

Sinopse e detalhes

Em pleno século XVII vive Griet (Scarlett Johansson), uma jovem camponesa holandesa. Devido a dificuldades financeiras, Griet é obrigada a trabalhar na casa de Johannes Vermeer (Colin Firth), um renomado pintor de sua época. Aos poucos Johannes começa a prestar atenção na jovem de apenas 17 anos, fazendo dela sua musa inspiradora para um de seus mais famosos trabalhos: a tela "Girl with a Pearl Earring".

O romance Moça com Brinco de Pérola (2003) reuniu dois atores que transitam sem dificuldade pelas produções de época: Colin Firth, que interpreta o pintor Johannes Vermeer, e Scarlett Johansson, no papel de uma jovem camponesa que trabalha na casa do artista, e acaba se tornando o tema do famoso quadro Moça com Brinco de Pérola.
 Ao tentar reproduzir a luz peculiar dos quadros do pintor, o filme foi indicado a 3 Oscar, pelos trabalhos de fotografia, direção de arte e figurinos. Johansson voltaria a interpretar uma jovem moça ingênua no romance de época A Outra (2008), ao lado deNatalie Portman, enquanto Firth ganharia o Oscar de melhor ator justamente em um filme de época, O Discurso do Rei (2010), no qual interpreta o rei George VI.
RAZÃO E SENSIBILIDADE

Sinopse e detalhes

Em virtude da morte do marido, uma viúva e as três filhas passam a enfrentar dificuldades financeiras, pois praticamente toda a herança foi para um filho do primeiro casamento, que ignora a promessa feita no leito de morte de seu pai que ampararia as meias-irmãs. Neste contexto, enquanto uma irmã prática (Emma Thompson), usando a razão como principal forma de conduzir as situações, a outra (Kate Winslet) se mostra emotiva, sem se reprimir nunca com uma sensibilidade flor da pele.

Entre os vários livros da escritora Jane Austen adaptados aos cinemas, talvez Razão e Sensibilidade (1995) seja o mais popular. Dirigido pelo eclético Ang Lee (As Aventuras de Pi), o filme trata da sina de três irmãs, em má situação financeira após a morte do pai. Devido à falta do dote, tanto a tímida Elinor (Emma Thompson) quanto a espontânea Marianne (Kate Winslet) têm dificuldades em encontrar pretendentes. O drama segue a trajetória amorosa das duas.
 Razão e Sensibilidade tem todos os ingredientes de um bom romance de época, com belos cenários, figurinos e maquiagem impecáveis, além de diversos amores traçados pelo destino. Emma Thompson e Kate Winslet estão perfeitas como duas irmãs completamente opostas.
É isso ai galerinha!
Amanhã tem mais especial para vocês! Já viram algum desses filmes?
Beijos

Postar um comentário

Oláá!
Sou apaixonada por romances de época, tanto livro quanto filme.
Ainda não assisti nenhum desses, gostei das dicas.
Beijos,
http://masenstale.blogspot.com.br/

[blogger][facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget