Sedução ao Amanhecer - Lisa Keyplas

Olá meus amores!
Tudo bem?
No Especial Romance de Época de hoje vamos ter a resenha do livro Sedução ao Amanhecer da escritora Lisa Kleypas. Esse é o segundo livro da séria Os Hathaways.

Resenha por: Suelen Fernandes
Título: Sedução ao Amanhecer
Autor(a): Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de ÉPoca
Páginas: 256
Ano: 2013
Compare e Compre: Buscapé
Adicione: Skoob
Nota

Sinopse:
O cigano Kev Merripen é apaixonado pela bela e bem-educada Win Hathaway desde que a família dela o salvou da morte e o acolheu, quando era apenas um menino. Com o tempo, Kev se tornou um homem forte e atraente, mas ainda se recusa a assumir seus sentimentos por medo de que sua origem obscura e seus instintos selvagens prejudiquem a delicada Win. Ela tem a saúde fragilizada desde que contraiu escarlatina, num surto que varreu a cidade. Sua única chance de recuperação é ir à Franca, para um tratamento com o famoso e bem-sucedido Dr. Harrow. Enquanto Win está fora, Kev se dedica a coordenar os trabalhos de reconstrução da propriedade da família, em Hampshire, transformando-se num respeitável administrador, mas também num homem ainda mais contido e severo. Anos depois, Win retorna, restabelecida, mais bonita do que nunca... e acompanhada por seu médico, um cavalheiro sedutor que demonstra um óbvio interesse por ela e desperta o ciúme arrebatado de Kev. Será que Win conseguirá enxergar por baixo da couraça de Kev o homem que um dia conheceu e tanto admirou? E será que o teimoso cigano terá coragem de confrontar um perigoso segredo do passado para não perder a mulher da sua vida?

Win Hathaway é uma jovem linda, simpática, delicada e amada pela família. O sonho dela era ter um marido, filhos, construir a sua própria família. Mas ela teve escarlatina, uma doença que deixou seus pulmões fracos. Ela não podia subir uma escada, fazia o esforço mínimo possível pois perdia as forças muito rápido. Isso fez com que seus sonhos fossem jogados fora. Agora ela era uma inválida para a sociedade.

Kev Merripen é um cigano que foi adotado pela família Hathaways desde pequeno. Sua chegada nessa casa não foi fácil. Ele era um menino arredio, não gostava que chegassem perto dele e tudo queria resolver em briga. Mas uma das irmãs Hathaways chamou sua atenção desde que ele chegou na casa, Win sempre o conseguiu acalma-lo com sua fala mansa e sua graciosidade, por isso Kev decidiu cuidar dela e nunca deixar que nada acontecesse.


Kev a amava. Não como descreviam os romancistas e poetas. Nada tão domesticado. Amava além da terra, do céu ou do inferno. Cada momento longe dela era agonia; cada momento com ela era a paz que jamais conhecera.


Agora que Amelia está casada com o cigano Cam Rohan, Win tem a oportunidade de se tratar e vai embora para França, onde ouviu falar de um doutor chamado DR. Harrow. Dizem que ele faz milagres, então Win e Leo partem por dois anos. Só que essa viaje acabou com o coração de Kev. Ele não aceitava ficar longe de sua amada, era demais para ele. Então ele se tornou uma pessoa carrancuda e muito fechada. Sua vida era para o trabalho.

Depois de dois anos passados Win e Leo voltam da França, mas junto com ele veio o Dr. Julian Harrow. E isso causou um alvoroço na família e em Kev. Ele não queria admitir o seu amor por Win, mesmo ela pedindo várias vezes. Mas também ele não suportava saber que outro homem estava cortejando a sua amada.



Esse segundo livro continua maravilhoso assim como foi o primeiro. A escritora continuou o mesmo ritmo e não deixou nada faltando na história. Me apaixonei pelo casal na primeira página, eles são feitos um para o outro, o leitor consegue sentir o desejo entre os personagens, mas Kev é muito cabeça dura e acha que não é bom o bastante para Win. Eu até entendo que naquela época, as mulheres deveriam casar com homens com status e dinheiro, mas eu acho que não deixaria o amor da minha vida por nada disso. Queria que Kev fosse mais forte e lutasse por ela. Só que conforme fui lendo via os medos que se passavam na mente dele e comecei a entender o porquê de todo o drama.


A Win é uma mulher muito guerreira, ela lutou contra a sua doença e lutou pelo amor de Kev. Apesar de toda a rejeição dele, ela não deixou se esmorecer. Fazia de tudo para mostrar que eles dariam certo. No começo pensei que ela seria uma menina tímida e sem coragem, mas me surpreendi completamente com ela. Uma surpresa muito positiva.

Os irmãos continuam os mesmos, não tem papas na língua e fazem de tudo para ajudar. Só que nesse livro entra mais um personagem de gênio forte que é a governanta Srta Marks uma mulher muito rígida e que foi contratada para ensinar as meninas Poppy e Beatrix a como se comportar.

A história de Win e Kev nos mostra que não importa a posição social e o  que a sociedade pensa, por que se tiver amor todos conseguem passar pela dificuldade. Temos que lutar por aquilo que nós queremos e não deixar que o medo nos paralise. Somos fortes e vamos conseguir vencer todas as batalhas que aparecerem.

A capa do livro como sempre é linda, a diagramação simples, a fonte está num tamanho exato, o papel amarelado facilita a leitura e não vi nenhum erro de ortografia. Mas uma vez a editora Arqueiro arrasou nessa edição.

Esse livro eu recomendo a todos que gostam de romance de época, com uma história emocionante, cheia de aventura, comédia e muito amor. Eu adorei passar mais um tempo com essa família nada convencional. Então digo, corram e leia o livro. Se você ainda não leu está perdendo tempo.

– Você disse que eu a colocava num pedestal... lembra?
– Sim.
– Nunca foi assim. Sempre a carreguei dentro do meu coração. Sempre. E pensava que isso teria que ser suficiente.
Beijinhos!




Postar um comentário

[blogger][facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget