O Papai é Pop - Marcos Piangers

11 agosto 2015

O Papai é pop 


Autor Marcos Piangers

Editora Belas Letras

Páginas 112

Classificação 

Então, você vai ser pai. Você sabe que precisa comprar uma casa maior. Tem que ter mais espaço pra criança. Tem que ter mais um quarto no apartamento. Tem que ter um berço novo, não pode ser aquele que a vizinha se dispôs a emprestar. Então você sabe que tem que trocar de carro, com seis airbags, no mínimo, ar-condicionado de fábrica. O que o humorista Marcos Piangers descobriu ao ser pai jovem é que essas preocupações não fazem diferença nenhuma. O que vale mesmo não é pagar pela melhor creche, se você é o último a buscar seus filhos. Não é comprar os melhores brinquedos, porque as crianças gostam mesmo é das brincadeiras que não custam nada. No fundo, o que importa mesmo, como os textos divertidos e emocionantes de Papai é Pop mostram, é você estar com seus filhos, não pensando em outra coisa, mas estar lá. De verdade. 

A Palavra que define esse livro é ORGULHO do autor em ser PAI.

"Todo pai é um colecionador de histórias. Cada história é um presente que nossos filhos nos dão. Guarde bem os seus presentes" 

O autor retrata de uma maneira simples e direta todo o orgulho em ser pai, seus medos, momentos com suas filhas e descobertas.
Marcos fala sobre seu pai ausente, e como sua mãe foi mãe e pai ao mesmo tempo, relata sua emoção em cada momento, em cada palavra nota-se o imenso orgulho em ser pai de suas filhas lindas 
Como um pai presente irá nos contar as peripécias de suas filhas, a mais nova que cuida dele quando está doente. A mais velha sempre presente e questionando muito. 

A leitura fluiu muito bem, vamos percebendo aquele medo que todos pais tem, será que vou conseguir ser um bom pai a luta para dar o melhor a nossos filhos. Achei muito fofo, ele contar como foi coração mole ao levar uma de suas filhas a escola, e como muitos , eles choram querendo voltar para casa, ele não resistia e a levava de volta para a esposa. 
Somente quem deixa seus filhos na escola chorando, sabe o aperto no coração que ficamos, nos sentimos culpados, a criançada é fogo, se sabem nosso ponto fraco usam rss.

Ri muito em alguns trechos do livro, do autor tentando imitar suas filhas em algumas atitudes, eles como sempre lhe passaram a perna .Ou comentando a fase dos dois anos. 
Destaque para uma cena, ele ensinado a filha sobre noção de tempo, hoje, agora, amanhã e depois.
"Filha guarde esse doce para amanhã." A filha concorda, e logo come o doce rsss.
Esses momentos de aprendizados, de acompanhar o crescimento e as fases de nossos filhos são únicos não os perca por nada. 
"Ter filhos é ter Fé em um futuro melhor. Um Mundo onde nenhuma dificuldade é desculpa para fazer mal a outra pessoa. Um Futuro onde as pessoas se respeitam mais e onde existe gente que faz o bem." 
Ver esse amor estampado em cada palavra, é maravilhoso, não existe amor maior que esse entre pais e filhos.
Hoje em dia se torna cada vez mais raro, um pai ser presente na vida de seus filhos, muitos entram na rotina e esqueçam a grandeza dos momentos com os filhos brincando, passeando.

Não há como ler esse livro e não falar de meu pai, orgulho de ser sua filha, um pai com um coração do tamanho do mundo, e sempre estou com a certeza que basta estender a mão, que sei que irá segurá-la . 

Li o livro em um dia, uma leitura prazerosa, com relatos simples repletos de amor, risos, medos como qualquer pai e acima de tudo um PAI deixando em cada palavra a imensa felicidade em ser abençoado com filhas que ama.
Esse é um daqueles livros que fala sobre o amor e os momentos simples de nossa vida, que enaltece nossos corações.

A capa do livro é fofa, lindinha, o que dizer do trabalho de diagramação da Editora, perfeito, sempre com muito cuidado e carinho em cada detalhe, os capítulos são curtos e bem distribuídos.


Regras:
Siga o Blog Linhos Encantos
Curta a página da Editora Belas Letras
Comente na resenha

Morar em território Nacional

 Rafflecopter giveaway

33 comentários

  1. Oi, tudo bem?

    Ai, confesso que já estou cansada de ler resenhas sobre esse livro. Acho a proposta dele bem interessante, especialmente porque gosto bastante de crônicas. Com certeza, o leria se alguém me presenteasse, mas é provável que eu não comprasse. Por eu ter tido uma relação um pouco complicada com meu pai, eu não consigo ver muito heroismo no papel de um pai, também porque creio que muita gente engrandeça esse papel, simplesmente porque o papel de mãe é "uma obrigação". Sua resenha está ótima, de qualquer maneira :) A capa é mesmo um amor!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi flor, tudo bem?

    Vi várias resenhas legais sobre o livro. É um presente super legal para o pai. Pena que o meu não é tão amante da leitura quanto eu. A capa é mesmo super fofa.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Confesso que não sou muito chegada a crônicas, mas esse é um livro que me interessa.
    Adorei sua resenha e com certeza o leria =)
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  4. Oii!
    A capa é super fofa ♥
    E eu amo crônicas, então acho que vou curtir!! Nunca li nenhum livro que falasse sobre os papis e com certeza fiquei curiosa depois de sua resenha!!

    Beijão!
    http://cupcakedeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Adorei a capa do livro e seu conteúdo parece ser muito bom tbm. Como vc disse, é dificil ver pais tão presentes como esse, sem dúvida, um grande exemplo. Adorei seu blog e estou seguindo. Bjus!!!
    http://lendoaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?

    Eu já vi algumas resenhas deste livro e vou falar a mesma coisa que comentei por lá. Adoreiiii essa capa, e achei super fofo a ideia do livro. Gostei bastante, parece aqueles livros gostosos de se ler e que a gente vai se identificando em alguns momentos. Quero muito ler e dar para meu marido e amigos lerem também, :)

    beijos

    http://www.livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ah, eu vou participar do sorteio com certeza!
    Primeiro, porque eu já estava de olho nesse livro, achei-o bem fofinho, promete uma ótima leitura. Aliás, gostei muito da sua resenha, foi uma das que mais me conquistou :)
    Um beijão!
    www.literasutra.com

    ResponderExcluir
  8. Olaaa
    Adorei a resenha, eu li no dia dos pais e curti tbm a leitura, bem gostosa, é uma ótima dica.

    Beijos
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?

    Vi alguns textos e comentário sobre esse livro na blogosfera, mas infelizmente nenhum deles me motivou a ler a obra. Apesar da capa bem trabalhada e do livro passar uma mensagem muito bacana para todos os pais e futuros pais, esse não é meu estilo de leitura. Contudo, não excluo a possibilidade de ler quando estiver em uma ressaca literárias e quiser algo mais leve.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Joyce, tudo bem?

    Lembro do lançamento desse livro e tinha ficado super interessada na leitura. Que bom que gostou do livro e deve ser bem legal. Assim como o autor, tenho um pai ausente e minha mãe exerce as duas funções. Vou anotar a dica. Parabéns pela resenha.

    Beijos,
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  11. Oie! Esse livro realmente parece ser muito fofo; Eu sempre acho bonito relação de pai e filho(s) de modo geral. Os homens tem atitudes diferente das mulheres e muitas vezes é até mais bonito de se ver (acho até mais bonito pois no fundo no fundo sinto uma invejinha). Se eu ler esse livro vou acabar pedindo para o Marcos me adotar como filha. :3
    Beijos.
    Blog Cantar Em Verso

    ResponderExcluir
  12. Oi Joyce!
    Esse livro parece ser bem divertido! É engraçado porque o autor não a imagem tradicional de um pai, mas nem por isso menos carinhoso e atencioso! Adorei essa produção!

    Beijos,
    Fernanda
    www.oprazerdaliteratura.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, Joyce!
    Tenho muito medo da minha reação lendo esse livro. Ao mesmo tempo que a maternidade é um sonho pra mim (e consequentemente espero que o pai dos meus filhos seja um exemplo), tenho uma relação bem complicada com meu pai, então temo ficar frustrada durante a leitura. Mesmo assim, estou participando do sorteio. Vai que... rs
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Joyce, não conhecia o livro nem o autor, mas depois de ler sua resenha achei o tema bastante interessante. Saber um pouquinho mais dessa rotina de pai e como os homens realmente lidão com isso é importante. Você disse que é impossível não falar desse livro e não lembrar do seu pai e eu concordo, impossível ler essa resenha e não lembrar do meu pai. Mas de certa forma tenho receio desse livro enaltecer só o prazer dessa relação e não as dificuldades, acho que seria interessante se abordasse os dois lados, infelizmente nem tudo é perfeito!

    ResponderExcluir
  15. Oi Joyce, tudo bem? Parece ser um livro bastante interessante, lembro quando vi ele nos lançamentos a sinopse tinha me chamado bastante atenção. Parece ser um relato de amor do autor pelas suas filhas e como a vida de um pai deve ser. Deve ser uma leitura deliciosa e divertida, fiquei bem curiosa.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  16. Ain que fofo! Super curti esse livro na primeira vez que vi, e lendo usa resenha só curti ainda mais. Se tivesse lido antes, teria sido um forte candiado a presente de dia dos pais.

    Beiijos, Andressa
    Mais que Livros | Curtindo a Vida a Dois

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem?
    Eu já vi algumas resenhas sobre esse livro. Todas falando super bem dele. Acredito seja uma boa história, do amor e afeto que o pai sente pelas filhas e sobre como é ser pai e tals, mas não é um livro que eu ficaria louco para ler... Quem sabe se eu não ganhar o sorteio eu não anime de ler, né? rs
    Beijos

    Academia Literária-DF

    ResponderExcluir
  18. Oi Joyce, eu gosto muito de crônicas, mas não estou querendo ler no momento, apesar de parecer interessante. Apesar disso, vou deixar anotado, pois gosto de ter livros deste gênero como opções.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Adorei a resenha.
    Adorei a proposta do livro e o leria com certeza, mesmo não gostando tanto de ler cronicas.
    Vou colocar na minha lista de desejados, quem sabe sou presenteada com ele kkk

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi Joyce linda, tudo bem???
    Adorei a sua resenha... eu já estou pensando em comprar o livro para dar de presente para um super papai que conheço e que vai adorar essa leitura... eu curti bastante e me senti bem nostálgica. Infelizmente não cresci com o meu pai e minha filha seguiu o mesmo rumo... é uma pena porque acho a figura paterna extremamente importante na vida de uma criança e por que as mães solteiras tentem suprir esse amor... sempre fica um pedacinho faltando... eu fico sempre emocionada quando vejo um exemplo de pai... porque não tive um.... adorei e até me emocionei... Xero!

    ResponderExcluir
  21. Oi Joyce sua linda, tudo bem
    Que texto lindo o seu!!!! Adorei sua resenha. Eu já estava curiosa em relação a esse livro, o autor transmite muito amor por suas filhas, o relacionamento deles é lindo, engraçado, fiquei rindo com a história do doce, é tão difícil educar uma criança, são tantas as responsabilidades, as dúvidas, fazemos errado pensando estar acertando, fazemos certo pensando estar errando. Adoraria ler o livro, participando do sorteio!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Ah, Joyce, parece ser um livro tão legal! Pedi pra editora mas o meu não chegou até hoje... :/ Acho que é um ótimo presente principalmente para pais de primeira viagem, e como tenho alguns amigos "grávidos" vou participar do sorteio mesmo que vá receber um. Achei bem legal ele ter incluído a experiência pessoal dele que teve um pai ausente, além de contar da vida dele com as filhas.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  23. Oi Joy,

    Vi a divulgação do livro e desde então achei o máximo e me interessei por ele, muito legal saber que é divertido, pois é sempre bom tratar um tema mais sério, como a ausência do pai, com um pouco de humor para dar leveza. É tão tão importante a presença ativa do pai na vida da criança que todos os homens que se tornaram pai ou pretendem deveriam repensar e investir no convívio cotidiano e participação direta na vida do filho/filha.
    A sua resenha está uma delícia de ler assim como deve ter sido a leitura do livro.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oi, tudo bem?
    Acho esse livro uma graça, mas confesso que não tenho interesse em lê-lo...
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  25. Oie, tudo bom?
    Li esse livro e também amei a forma com que o autor escreveu sobe a relação de pai e filho. As crônicas são divertidas e refletem bem essa relação. Eu que tenho um bebê de 4 meses, me identifiquei muito com o livro e já recomendei também para várias pessoa. A diagramação da obra também merece destaque.
    Beijo,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oi Joyce, tudo bem?
    É muito bacana essa ideia, ver esse amor sendo retratado pelos olhos do pai, o que não é muito comum nos livros.
    Deve ser uma leitura muito prazerosa e proveitosa. Gostei da dica.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  27. Joy escuto o Piangers (não Marcos aqui no Sul haha), no programa de rádio que ele fez, e bem como acompanho as colunas que ele possui nos jornais aqui do RS, realmente ele é um Paizão (com letra maiúscula e tudo).

    :)

    ResponderExcluir
  28. Oi Joyce, gostei bastante da sua dica, sua resenha está incrível, mas não é um livro para mim pois tenho um sério problema com meu pai, então... passo a leitura.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  29. Achei muito bonita a ideia do livro, muito fofo mesmo ele contar as historias dele com as filhas.
    Deve ser uma leitura muito calma, leve. Foi bom conhecer esse livro e vou adiciona-lo a minha lista de leitura.
    Boa resenha.
    beijinhos

    thaisdoria@live.com

    ResponderExcluir
  30. Oi, tudo bem?

    Quando eu vi esse livro no lançamento já fiquei interessada em ler e depois ao ler as resenhas e ver o sucesso que ele esta fazendo eu fiquei mais curiosa ainda para ler este livro.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  31. oie =)

    Eu ainda não li esse livro, mas vi o autor várias vezes na televisão apresentando o seu trabalho e praticamente virei uma fã sem nem mesmo ter lido o livro, o Marcos é super engraçado e contagia qualquer pessoa que conversa. Espero ter a oportunidade de dar uma conferida nesse livro.

    Beijos,

    http://www.lendoeesmaltando.com/

    ResponderExcluir