Azar o Seu - Carol Sabar


Sinopse: Bia está parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, pensando em sua vida azarada. Sem emprego, atolada em dívidas, ela não imagina que está prestes a viver a grande coincidência da sua vida. O motorista do carro ao lado está buzinando, tentando se comunicar com ela, como se fosse um velho conhecido... E ele é! Mas Bia não o reconhece. E como poderia? Ele é um homem, não mais o garoto de dez anos atrás. Está mais encorpado, cortou o cabelo, livrou-se do aparelho nos dentes e das espinhas do rosto, está tão diferente, tão lindo...  O motorista sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles têm que se jogar lado a lado no asfalto. Certa de que está prestes a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizer suas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido deitado ao seu lado possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor!
Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia... Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade. Bia, fascinada por ele e feliz consigo mesma por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga...
Azar o seu! vai além de uma comédia romântica. É uma reflexão sobre a importância da amizade verdadeira, do perdão e do autoconhecimento, que nos resgata o poder de decidir sem medo e de reverter escolhas que nos impedem de ser feliz.



" E quando eu te encontrar, meu grande amor, me reconheça"
- Amor, meu grande amor. Angela Ro Ro e Ana Terra.

Eieie galerinha bonita, a resenha de hoje é de Azar o Seu! um livro engraçadíssimo e muito fofo. ♥♥♥♥♥ 

Sabe aqueles dias que nada da certo? Que você tem certeza de que levantou com o pé esquerdo? Pois é, aposto que muitos já tiveram dias assim, mas é normal certo? De vez em quando não há mal nenhum o problema é que para uma certa pessoa esse tipo de ACONTECIMENTO já passou todos os limites do aceitável, mas não existe nada ruim que não possa piorar não é; essa pessoa azarada é Ana Beatriz Guimarães recém desempregada vê sua vida “confortável” virar de ponta cabeça quando tem que se mudar da cidade maravilhosa para Juiz de Fora sua cidade natal e para onde não tinha nenhuma pretensão de voltar.

Depois de alguns meses na cidade, Bia se vê novamente no Rio devido a um compromisso familiar, como já disse nossa protagonista é pé frio a beça e em sua viagem de volta para casa se mete no meio de um tiroteio, com a certeza absoluta de que iria morrer se joga debaixo do carro com o motorista do carro ao lado e começa a dizer suas últimas palavras, certa de que o moço é seu amparador espiritual coisas essas que ela jamais diria se tivesse em sã consciência, o que ela nunca poderia imaginar é que o moço desconhecido é nada menos do que seu amor de infância Guga, e ela não o recolhesse! Afinal ele está assombrosamente mudado não lembra em nada o garoto magrelo, com aparelho e cheio de espinhas que era a 9 anos atrás.


“Eu nunca ligara para um telessexo na vida, seria carência demais até para mim, que já havia digitado ‘I love you’ no Google Tradutor e clicado no botão ‘ouvir’ só para me emocionar com a voz da máquina declarando seu amor por mim. pag 282"

Até a adolescência Bia, Raíssa e Guga Vitorazzi eram amigos inseparáveis, o trio aprontava todas juntos até que com dezessete anos Guga se muda para Londres para correr atrás de seu maior sonho que é ser músico, o que deixa a garota totalmente arrasada já que ele não era somente um amigo para ela. Algum tempo depois se afasta também de Raíssa e acaba não tendo mais contato nenhum com ambos.

Mas anos depois isso muda totalmente, e o trio tem finalmente a chance de recomeçar. Porém até o esperando felizes para sempre há muitos gatos pretos a serem driblados.

Gente!!! é sério eu nunca ri tanto com um livro na minha vida! a autora está de parabéns, ela criou personagens carismáticos e engraçadíssimos fora que eu acho que falei por aqui que amo essas histórias de amores que levam alguns anos até terem seu felizes para sempre.

A narrativa é leve e bem fluida, em alguns momentos temos flashback da infância da garota com os irmãos Vitorazzi, com tiradas de chorar de ri e muitas citações de elementos do final dos anos 90 a 2000 (aposto que se você foi criança nesse período vai saber do que estou falando). Para quem gosta de um bom chick-lit, e quer dar muitas risadas indico fortemente Azar o Seu!


"O cara me olhava fixamente, como se admirasse um Portinari. Ou, pelo menos, era assim que eu admirava um Portinari, tirando o detalhe do sorrisinho faceiro, já que é impossível sorrir diante da tristeza de Os Retirantes. pag 121"

Título: Azar o Seu! Autor: Carol Sabar Editora: Jangada Gênero: Literatura Nacional/Chick-lit Nota: ♥♥♥♥♥★ Onde Comprar: Buscapé 

Postar um comentário

Morri com ela digitando I love you no google hahahhahahah
Quero muito começar a ler os livros da Carol. Parecem ser bem engraçados.
Beijos
Balaio de Babados

Hahaha, adorei a resenha, tirou até uns risos durante a leitura. as citações estão realmente engraças, amei!
Bjim!

Tammy
Livreando | Facebook

Olá

Eu já li esse livro e adorei,teve situações que morri de rir com a Bia e o Guga,aquele primo da Bia é um caso a parte.

Bjss

[blogger][facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget