Entrevista Autora Li Mendi



Hoje a nossa entrevista é a autora Li Mendi - Conheça seus livros aqui

LE - Você tem diversos livros escritos até hoje, qual a maior dificuldade em conseguir uma editora para a publicação ?

As editoras grandes recebem muito por indicação na grande maioria. As pequenas tem a prática, às vezes, de cobrar que o autor participe do investimento de impressão. Não é um mercado fácil de trabalhar.

Mesmo com uma grande história na mão, há todo uma realidade mercadológica complexa por trás.

O mais difícil não é achar uma editora, é vender. Óbvio não? Sim, porque colocar os livros nas livrarias é muito difícil.

Você pode achar que o sucesso vem depois da distribuição, mas, às vezes, ele vem antes e você ganha muitos fãs, no entanto, eles gostam dos seus livros feitos free no wattpad e não compram seus livros impressos.

Hoje em dia, recebo centenas de mensagens de pessoas desconhecidas para responder. Isso requer tempo e carinho. E tempo é um luxo e uma dificuldade para quem escreve também! Porque precisamos trabalhar em outras profissões e levar a vida de escritor à noite. Muitas vezes, fazemos escolhas cruéis.

Mas, essa "quantidade" de milhares de fãs significa números lá no topo da fanpage. Números não compram livros e não mandam "parabéns pelo livro que li". Na maioria, as pessoas só querem baixar, ler e nunca vão interagir com o autor. Logo, 15% disso realmente é seu fã. O resto é número. Por isso, não encho o peito, nem fico orgulhosa com nada disso como se fosse uma garota metida.

O que muda minha vida são pessoas e as histórias delas particularmente. No fim do ano passado, recebi um email de uma leitora que havia descoberto uma doença grave e estava muito triste. Eu fiquei ali de coração na mão, olhando pra tela, me imaginando no lugar dela... Então, ela me disse que leu "Coração de Pelúcia" e que o livro a ensinou muito e que quando ela lê meus livros, esquece a dor, o destino e sorri.

Eu chorei como ela nem imagina. Isso sim é o valor de um trabalho. Não x mil seguidores numa rede social. 

Sabe o que me move? Não é escrever história pra 8 mil pessoas do meu Facebook. É escrever pra alguém em algum lugar sorrir e esquecer seu problema.

Eu recebo um volume de mensagem via face, instagram, email e outras redes tão grande que não conseguem imaginar. Eu leio todos e respondo absolutamente todos. Só que preciso ser muito organizada para ter tempo para tudo, então, paro um dia na semana e faço isso. Dou todo o meu carinho. Porque eles são para mim alguém que levam um pedaço do meu coração para sempre.

Lido super tranquilamente, nada aumenta minha vaidade, nada mesmo. Continuo andando por aí de chinelo, livro de braço do braço, anonimamente sem qualquer superioridade na alma. 


LE – Em seu livro A Verdadeira Bela você aborda temas como vidas passadas e a importância da família, como surgiu a ideia do livro com esses temas?

Na verdade, eu estava fazendo um projeto como publicitária em uma grande agência naquele prédio onde narro a história e um dia esperando o táxi do lado de fora pensei: caramba, seria legal uma história aqui. Dai tudo começou. Sobre vidas passadas, não tinha nenhum plano, aconteceu no meio do roteiro. O livro não foi pensado para ser sobre isso... Apesar de várias pessoas gostarem bastante! O que até me surpreendeu. Já me pediram para escrever um livro só com aquela história, outras reclamaram que a passagem foi muito rápida.

LE – A protagonista de A verdadeira Bela é muito engraçada atrapalhada, ri em muitas cenas, alias a maioria de suas protagonistas tem um leve toque de humor, o que a faz gostar do gênero Chick lit ?

Eu não gosto de filme triste, nem de livro com final desastroso. Recentemente disseram para mim que o bom autor é aquele que não tem apego com o personagem e é capaz de matá-lo. Acho que passei da idade de concordar com todo mundo, não é? Se essa é a regra para ser “boa autora”, então, morrerei como autora que foge ao que é ditado como “bom”. Gosto que as pessoas riam e se divirtam, que se sintam suspirando no final. A vida já é muito chocante para terem que ler sobre um personagem que amam e perdem no final. Já não há muitas perdas no dia a dia, não? Enfim, mas, são esses os best sellers, não é mesmo? Que viram filme? Tudo bem, cada um tem sua causa. E a minha não é essa.

Um dia no natal uma leitora me contou que estava passando por uma situação de saúde difícil... (que nem posso contar aqui), mas, que me levou a lágrimas nos olhos e me contou que comprou meus livros e deu tanta risada e se esqueceu do seu destino...

Eu tive toda certeza ali, chorando enquanto lia aquele e-mail (e fico até emocionada agora) que não vim aqui para matar personagens para vender livro. Eu vim para fazer meninas como aquelas sorrirem.

LE – Em seu site tem vários livros disponibilizados para leitura, por que não usar as plataformas como wattpad ? 

Eu uso. Aliás, estão todos lá. 

wattpad: wattpad.com/user/LiMendi

widbook: widbook.com/profile/li-mendi-8709


LE – Pretende lançar os livros de seu site?

Eu lancei O amor está no Quarto ao Lado e Alma Gêmea por Acaso já por editoras. Está disponível no meu site para vender em limendi.com.br/comprinhas

E comecei a escrever o hot Gênio do Amor (que você pode acompanhar no wattpad e meu site) e que deu origem ao impresso O Mestre do Amor, lançado impresso na Bienal. Os livros não são uma série em que você precisa ler um para entender o outro. São um grupo de amigos dançarinos de stripper de um clube das mulheres em que cada livro fala de um personagem. Agora, estou no meio do “Cozinheiro do Amor”, escrevendo a todo vapor (com trocadilho rs).

LE - Quais os autores que lhe inspiram a começar a escrever ?

Eu podia aqui citar vários clássicos. Mas, sabe, eu curto muito ver filmes e seriados. Quando estou sem inspiração, deito na cama, ligo minha grande TV e vejo algum filme bacana. E ai pronto, corro para o computador. Preciso despertar em mim a sensibilidade, porque trabalho diariamente com planilhas e muita burocracia rs. Não vivo ainda como autora.

Mas, amo Clarice Lispector, Machado de Assis, Fernando Pessoa etc.

LE - Como é a Li Mendi no dia a dia ?

Publicitária e Jornalista que corre o dia inteiro para lá e para cá. Mulher de um militar que vive voando porque é paraquedista e quase me mata de medo de que se acidente (de novo e de novo...) ou vá para outra missão da ONU (again...), que escreve muito à noite e procura dar atenção aos seus leitores sempre. Uma menina engraçada, que fala muito e adora fazer piadas. Amiga, mãezona das BF e que é louquinha para ter muitos filhos. (que venham!!!)

LE – Novos projetos ?

Sim! Publicar ano que vem O cozinheiro do Amor!

LE – Fale sobre seu último lançamento O Mestre do Amor um livro mais adulto lançado pela Editora Tribo das Letras?

É um livro hot elegante para mulheres finas e inteligentes. Não tem palavrões ou pornografia barata. É um romance lindíssimo de amor impossível com cenas muito bem escritas, modéstia a parte. Há um preparo emocional para você chegar naquela cena. Não é um livro como desculpa para falar de sexo barato como vejo por aí. Todo mundo que leu está me dizendo que gostou muito. Fico bastante feliz!!! E quero logo lançar meu segundo O Cozinheiro.

Foi um pedido das minhas leitoras que queriam demais ver a pimenta no roteiro! Atendi.

Deixo aqui a sinopse! Quem quiser comprar, só acessar “Comprinhas” no menu do meu site em limendi.com.br

Marcos é um dedicado estudante de direito e sua maior prioridade é pagar a faculdade para se tornar um dia um importante e renomado advogado. Esse rapaz não mede esforços em busca da liberdade que uma nova vida pode lhe oferecer. Para conseguir seu objetivo, além de fazer estágios e vários trabalhos temporários, também se torna dançarino de um clube de mulheres.

Bárbara, filha do dono do clube, se sente atraída por Marcos e está disposta a conquistá-lo. Ambos passam a se envolver em uma secreta e perigosa relação que deixa essa história ainda mais excitante. Mas, Marcos não quer se meter em encrenca e precisa se focar nos estudos, por isso, fará de tudo para fugir. Só que não será nada fácil escapar, porque tem uma dívida com Bárbara, que agora quer lhe cobrar nos métodos que ela escolheu. Uma história de amor onde o proibido se torna tão tentador.


LE – Deixe um recado para seus leitores.

Quero dizer a vocês que tenho 5 bilhetes para viagens incríveis! Então, é só comprá-los que nem vão precisar tirar férias ou sair do lugar! São histórias maravilhosas e engraçadas. Quem quiser comprar a passagem, é só acessar “Comprinhas” no menu do meu site em limendi.com.br

Mas, se tiver em crise por aí também, compre o bilhete grátis de vários outros em limendi.com.br/livros e me siga nas minhas redes!!!

OBRIGADA POR COMPARTILHAR MINHA EXPERIÊNCIA!!!!!!!!

site: limendi.com.br

e-mail: li@limendi.com.br

perfil da autora:facebook.com/escritorali.mendi

fanpage: facebook.com.br/limendi

grupo Fã-Clube:facebook.com/groups/faclubelimendi

wattpad: wattpad.com/user/LiMendi

widbook: widbook.com/profile/li-mendi-8709

instagram: @autoralimendi

twitter: @limendi

pintrest: pinterest.com/limendi

google Plus: plus.google.com/u/0/+LiMendi






Postar um comentário

Conheço o livro dela do instagram, vejo muitos sorteios por lá, sempre participo, mas nunca ganhei (pra variar rs). Tenho vontade de ler esse livro dela, quem sabe um dia *.*
Adorei a entrevista!

Beijinhos :*
Sankas Books

Este comentário foi removido pelo autor. -

Thay lindona leia sim você vai adorar, ela tem uma escrita leve e divertida.

beijos

Joyce

Ola Thay leia um livro sim a escrita da Li é leve e divertida. Você vai adorar. beijos

Joyce

[blogger][facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget