Halice FRS - Entrevista

25 outubro 2015


Halice FRS é o pseudônimo escolhido por uma instrutora de artes plásticas para assinar seus trabalhos como autora. Nascida em Santos, atualmente é casada e reside em São Vicente. Divide seu tempo entre o artesanato, a pintura e a escrita. Seus primeiros romances foram apresentados em websites, onde a interatividade com as leitoras a inspirou e levou além das redes sociais.




Teoria do Amor 
Páginas 409

Compre na Amazon

Alex de Medeiros, cético quanto ao amor, não entende como uma pessoa se torna dependente de outra, afetivamente. Aos 39 anos é um solteiro convicto, ermitão por necessidade ocasional, vive numa casa afastada da civilização, onde não há eletricidade, água encanada, meios de comunicação nem veículos.Maya Barreto, leitora aficionada, é uma romântica inveterada que não consegue imaginar a vida sem amor; mesmo os platônicos. Aos 26 anos decide investir num relacionamento e aceita passar suas férias visitando as cidades de Santa Catarina na companhia de William Reis, rapaz por quem é apaixonada secretamente há três anos. O que ela não contava era que William se envolvesse com uma desconhecida na primeira oportunidade. Por obra do destino, os caminhos de Alex e Maya se cruzam, obrigando-os a conviverem sob o mesmo teto por três dias. Até que a separação ocorra, ambos terão de aprender a lidar um com o outro. Tarefa nada fácil, uma vez que a atração surgida entre eles se assemelha à dos cães e gatos.Fachada, pois desde o início Alex a considera uma mulher atraente. Maya, por sua vez, ao reparar que sob a casca grossa do ogro existe um homem culto, atencioso e educado, sente os primeiros sinais do seu interesse. Seria possível que estes opostos reconhecessem a atração e cedessem ao que ditava seus corações?Teoria do Amor é um livro único, contêm tema adulto, toques de humor e drama leve.




LE- Você tem diversos livros publicados a maioria em e-book, qual a maior dificuldade em publicar os livros físicos de forma independente ou através de Editora ?
Em ambos os casos a dificuldade é a financeira, visto que nem todas as editoras arcam com os gastos. Em alguns casos o autor assume uma parte, isso depois de ter seu texto aprovado. Esse detalhe, aprovação, eu não considero um obstáculo, apenas critério, afinal, cada editor conhece o gosto do seu público. 

LE - Quais suas maiores inspirações para escrever? 
Não tenho fontes determinadas. A inspiração pode vir ao ouvir uma música, ao ver fotos, uma cena cotidiana, de minhas experiências pessoais. Muitas vezes é a soma de tudo, por isso é raro eu saber com exatidão. A vida inspira. 

LE - Seus livros mesclam bastante em gênero, romances, sobrenatural e CHick Lit. Nos conte sua inspiração para o Chick Lit A Teoria do Amor ? 
Essa, por acaso eu sei o ponto de partida. Me perdoe as leitoras que já não agüentam mais o ator de avatar, mas Alex nasceu quando eu vi o Henry Cavill nas fotos de Homem de Aço, quando ele está sentado nos degraus de uma cabana, barbudo, com olhar vago. Imaginei que ele era outra pessoa e especulei quem seria, o que estaria fazendo ali, sozinho, desmazelado. Então me veio o motivo e todo o resto logo em seguida. Por isso que essa história eu comecei a escrever pelo POV do masculino. Depois escrevi o da Maya e então conclui com os POVs dos dois. 

LE - Como é seu contato com suas leitoras? 
Para mim, o melhor. Quando me procuram eu adiciono aos amigos do Face e quando possível, gosto de encontrá-las. O retorno é sempre positivo. 

LE -A valorização dos autores nacionais cresce a cada dia, você acredita que esse crescimento se deve a que fator ? 
Às boas histórias e à facilidade de as leitoras terem contato com as autoras e autores que apreciam. 

LE -  Como surgiu a Halice escritora ? 
Quando a Paula se aventurou a escrever fics a partir de seus originais há anos esquecidos no fundo de alguma gaveta. As leitoras gostaram e acreditaram antes de mim que eu poderia ir além. Eu comprei a crença delas e hoje agradeço. Encontrei o que quero para a minha vida. 

LE - Conte-nos sobre seus lançamentos e novos projetos? 
De novo em físico tenho Proibido pra Mim e Guarde-me para Sempre que foi lançado na Bienal. E em breve virá a versão impressa de Perfeita Pra Mim. Em e-book os projetos sempre estão em andamentos, pois a mente não para. Mas não quero mais “atropelar” as histórias como venho fazendo. Com isso, depois que lançar Borboleta Negra, vou finalizar Enigma 3. Com esses textos concluídos, vou escolher o que vem a seguir. Estou dividida entre algo no estilo de Teoria e uma trama sobrenatural. O personagem novo que falar mais alto, ganha a vez. 

 LE -Como lidar com as críticas maldosas? 
Se for construtiva, levo em consideração o que li e corrijo. Se não é o caso, deixo como está. Já quando se trata de críticas puramente maldosas eu fico mal um dia, mas depois abstraio. É fato que não agradamos de um modo geral e nem todos têm a desenvoltura de criticar com educação e respeito ao trabalho alheio. 

LE - Um dia no dia de Halice como seria? 
Seria um dia dedicado à pesquisa para as histórias e à escrita, na maior parte do tempo. Se fosse uma quarta-feira, teria também algumas horas dedicadas à arte, pois nesse dia dou aula de desenho e pintura. Se fosse algum dia de final de semana, seria destinado a cuidar da casa e visitar a família. 

LE - Deixe seu recado a suas leitoras. 
Gostaria de agradecer todo o carinho, cada elogio, cada cobrança e incentivo. Vocês são demais. Saibam que tudo que faço é com amor para entretê-las. Obrigada. 


7 comentários

  1. Oi Joyce, não conhecia a autora e nem o livro, mas achei a proposta bem interessante. Realmente publicar um primeiro livro não deve ser algo fácil, ainda mais com esse mercado tão competitivo. Gostei de saber mais sobre a autora, que por sinal parece bem simpática.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oii!

    Joy, eu não conhecia a autora e ela já me ganhou pela simpatia <3
    Eu achei legal saber da onde vem a inspiração. A Meg uma vez disse que a inspiração vem de tudo, o que precisa é sentar e escrever.
    Adorei!
    Vou caçar mais informações das obras!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  3. Oiee!!
    Não conhecia a autora e adorei conhece-la!!
    A escrita dela me parece ser algo que eu vou adorar acompanhar, fico toda orgulhosa por conhecer mais um talento nacional que se inspira com facilidade e cria textos divertidos e que valem a pena serem lidos!!
    Adorei a entrevista!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi! Não conhecia a autora e estou amando esse especial que você está fazendo. EStou conhecendo livros e autores novos. A autora parece ser bem simpática e suas histórias aparentam ser bem gostosas de ler. Desejo muito sucesso a ela. Beijos!


    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Joyce, muito obrigada pelo espaço e pela apresentação em seu blog! Foi um prazer enorme responder às suas questões. Bjus!

    ResponderExcluir
  6. Oi Joyce linda...
    Não conhecia a autora... porém a achei super simpática e com uma imaginação pra lá de boa... tantos livros... realmente concordo com ela em não atropelar se não fica doida rs... parabéns pelas perguntas ótimas que fez e que ela respondeu com carinho... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Joyce, sua linda, tudo bem
    Estou adorando esse especial de vocês. Achei a capa do livro dela super fofo e me interessei pela história. Concordo com ela, acho que a inspiração vem de tudo que está ao nosso redor, da vida. E escrever um livro a partir de uma imagem de um homem com uma expressão é a prova disso. Estou curiosa sobre o trabalho dela, vou anotar a dica e desejo muito sucesso.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir