Mês Especial Chick Lit

01 outubro 2015
Está chegando mais um Mês especial, com a participação dos Blogs Era Uma Vez o Livro, Livros Encantos e Notinhas de Rodapé



Será um mês repleto de muitas entrevistas, resenhas, sorteio e iremos conhecer grandes autoras.

Vamos conhecer um pouco do gênero e seus sub gêneros
 



Chick-Lit é a literatura  voltada para o sexo feminino, vulgarmente chamada de "Literatura de Mulherzinha".   A despeito de todas as criticas, Chick-Litssão romances leves, divertidos e charmosos, que são o retrato da mulher moderna, independente, culta e audaciosa.  É um gênero que  faz parte da literatura voltada para o entretenimento, cujo objetivo principal é  divertir.

Apesar de parecer fácil definir o que é um Chick-Lit, a  catch-frase acima não retrata completamente o que este estilo literário exatamente é!

Quem está por dentro do mundo literário provavelmente já ouviu que Chick-Lit não é mais do que "lixo literário", "sem cérebro", "literatura de mulherzinha", "prosa insípida e estereotipada" e outras coisas muito (muito) piores. E posso dizer que quase todas essas  "opiniões espirituosas"  são de pessoas que nunca ou pouco leram Chick-Lits. Este gênero literário vai muito além desses comentários chauvinistas e sexistas. Mas vá saber o que realmente passa na cabeça de pessoas que não sabem o que é um livro como um bom ( e sadio) divertimento!

Eu sempre gosto de deixar  bem claro, não  eu não leio apenas Chick-Lits, e sim vocês irão encontrar resenhas de livros que não são exatamente Chick-Lits no Lost.  Como leitora voraz já passei por varias fases literárias, desde a série Vaga-Lume na minha infância, seguida da fixação por Agatha Christie,  seguida da fase que eu chamo de "mamãe eu quero ser cult" na qual só li grandes clássicos da literatura (não que eu tenha entendido 100%  de Kafka, Austen, Brönte, Dumas e até Marx aos 13 anos) seguidas por tantas outras fases que eu só os farei rir ou dormir se comentá-las. Basta  dizer que sou uma leitora bastante eclética, quase abstenta de preconceitos literários, e a única coisa na qual não tenho na minha estante são livros de auto-ajuda. Por gosto pessoal, simplesmente "não curto", mas não julgo quem gosta.

Sou apta para falar sobre Chick-Lits?
Na minha cabeça eu respondo: Sim! Sim!
E digo o porque: normalmente leio um Chick-Lit por semana, as vezes dois, as vezes 3 (as vezes 13, mais isso foi o recorde da sessão "nada pra fazer encontra tédio"). Já li bons, já li ótimos, já li até aqueles super famosos que apenas eu não gostei.

E  depois de tanta leitura e pesquisa o que eu cheguei  a concluir sobre os Chick-Lits?
São basicamente livros escritos sobre mulheres, para mulheres e normalmente por mulheres.  A idade dos personagens principais  não importa, podem ser garotas do ensino médio até cinquentonas,  suas histórias normalmente são bem humoradas e relatam  o dia-a-dia da mulher moderna, sua rotina  tripla, seus problemas amorosos, de peso, no trabalho, no namoro, no casamento, no divorcio. Enfim,  mil  e uma opções!

Agora você deve estar se perguntando, qual a diferença dos Chick-Lits para as outras ficções para mulheres, como os romances de banca,  outro gênero super conhecido e também estigmatizado da literatura feminina?

A linha é bastante tênue, muitas vezes eles se confundem e  se fundem. Entretanto o Chick-Lit é contado num tom mais confiante. É quase como se fosse contado pela sua melhor amiga, que te entende  e na qual você se identifica. Outro traço marcante (que os difere das outras ficções para mulheres) é o humor. Chick-Lit que é Chick-Lit brinca  e estraçalha ironicamente  com seus  problemas diários e suas inseguranças mais intimas. São relatos do mundo moderno na qual você se pode se relacionar, ou não.

Uma coisa é fato, é um gênero em pleno crescimento, mesmo que aqui no Brasil seja quase engatinhando,  lá fora já é espantosamente rentável e difundido. E como todo gênero literário  ele tem suas especificidades e sub-gêneros, que vocês podem observar aqui mesmo no Lost, como : "Teen Chick-Lit " ( que eu adoro) , "Mommy Lit", “Mystery Lit”, entre muitos outros...

Resumindo nem todos os Chick-lits são "livros fofos  sobre o casamento" ( ou sobre a vontade de casar) de mulheres obcecadas com uma tendência exagerada para  a compra de  sapatos". Muitos deles vão  a questões mais profundas do que estas, apesar de serem vendidos como tal. Não se deixem enganar  preconceituosamente pelas capas mais coloridas  do mercado. Sob elas podem estar  seu livro preferido!

E para quem chegou ao final desse texto e ainda torce o nariz  para o gênero sem ter provado o gostinho. Eu as (os) desafio! Leia não 1, mas 2 ou três antes de dar o seu veredito, você poderá se surpreender!!
  1. Mom Lit
  2. Glamour Lit
  3. Teen Chick Lit
  4. Lad Lit
  5. Mystery Lit ou Thriller Chick Lit
  6. Wedding Lit
  7. Single City Girl Lit
  8. Hen Lit
  9. Bigger Girl Lit
  10. Fantasy Lit
  11. Working Girl Lit
  12. Ethnic Chick Lit
Esta lista é um guia para saber  identificar os subgêneros existentes  no mundo do chick lit, mas vou  logo avisando: as vezes um mesmo livro pode ser caracterizado em de  diferentes subgêneros de maneira simultânea Então não se assustem se o  seu livro preferido seja um Mistery Lit e ao mesmo tempo um Glamour Lit,  ok?.

Mom Lit


Mom Lit, algo como  literatura da mamãe, é um subgênero do chicklit cujas histórias têm a  temática voltada para a maternidade, gravidez ou sobre a criação dos  pequenos. Normalmente  estes livros tratam desta temática de forma bem  humorada, revelando a loucura que pode ser a maternidade.
Mom Lit pode ser subdividido em três outras  categorias, determinadas pelo período que a mãe está passando durante a  narrativa, são eles:

- Pregnancy  Lit (Literatura na Gravidez) : se passam durante o período da  gestação e parto, muitas vezes de mães de primeira viagem.
Ex: Repouso absoluto, O Chá-de-Bebê de  Becky Bloom ..

-  Baby Lit  ( Literatura com Bebês):  apresentam personagens lidando  com a criação de seus bebês e crianças pequenas, suas novas rotinas,  problemas e dramas.
Ex. Uma cama  para três.

General Mom Lit: engloba o todo o  restante das temática.
Ex. A Terra  Tremeu, Um Babá em minha vida, Clara Hut: uma vida e bandeja.




Glamour Lit


Glamour lit são os chick lits mais  glamorosos, fashion's e por vezes esnobes. Normalmente os personagens  estão ligados a grande indústria do entretenimento, seja no cinema, na  televisão ou em grandes revistas, apesar de existir a chance de serem  herdeiras “podres de ricas”.  Esse é um dos subgêneros mais conhecidos e  lidos do mundo dos chick lit’s.

Normalmente  são divididos em:

Park Avenue   ou Gossip Lit ( Literatura de Fofocas e Alta Sociedade): tomam lugar  na famosa Park Avenue em Nova York, ou  em qualquer outro lugar que  transmita o mesmo estatus. Tratam de fofocas, esnobismos, e traições.
Ex:  Gossip Girl, Quinta Avenida n° 1, A lista Vip.

-Glamourous  Career Lit (Literatura com Carreiras Glamourosas): livros onde as  protagonistas  tem carreiras ligadas à moda, cinema, televisão ou no  mundo editorial. Memórias de babás e assistentes ( vide Diabo veste  Prada) também fazem parte desta categoria.
Ex. Diabo Veste Prada, A modelo do Ano.

-  Famous Lit ( Literatura de Famosos) : livros em que os personagens  são famosos (atrizes, cantores, roteiristas...) e que revelam sua  rotina  as vezes muito ou nada glamorosa.
Ex: Ela foi até o fim, Segredos da minha vida em Hollywood,  Idolo Teen.




Teen Chick Lit


Relata a tumultuada vida dos adolescentes, os dramas do ensino médio,   as paqueras com as garotos charmosos, lideres de torcida malvadas,  amizades para toda a vida, o drama de escolher uma carreira e mil e uma  temáticas que envolvem esta parte tumultuada da passagem para a vida  adulta. Um dos gêneros mais difundidos no Brasil, lançado principalmente  pelas Editoras Galera Record e Rocco.
Ex: Derby Girl,  A garota americana, Diários da Princesa,  Gatos,  amassos e feio-dentais , A musica que mudou a minha vida, Pegando Fogo,   A irmandade das calças viajantes, Como ser Popular, Poseur...





Lad Lit


Lad  lit é a literatura escrita por homens, cujos personagens principais são  do sexo masculino. É claro que esta descrição poderia se referir a  dezenas de livros que não se parecem nenhum pouquinho com chick lit, mas  neste caso o Lad Lit são livros com narrativas e tons bem parecidos com  os de chick lits.  Eles retratam uma grande gama de assuntos, desde  trabalho, família até problemas amorosos. As vezes esses livros podem  ter as  perspectivas do ponto e vista masculino e feminino ao mesmo  tempo. Este gênero ainda não é muito difundido no Brasil.
Ex: Nick e Norah: uma noite de amor e  musica, Alta Fidelidade



Mystery Lit ou Thriller Chick Lit

É  o fantástico encontro da literatura divertida e charmosa com toques de  suspense e mistério.  São livros de mulheres resolvendo assassinatos,  driblando o perigo, e claro se divertindo durante todo o processo.   Alguns desses livros não são considerados tecnicamente chick lit pois  são muito parecidos  com  o gênero de romances policiais, mas devemos  ficar atentas as suas características que são subdivididas em:

-Chick Lit Mysteries :  são chick  lits com mistério, sempre com  aquele tom confiante e cheio de humor.
Ex:  Tamanho 42 não é gorda, Tamanho 44  não é gorda, A imaginação hiperativa de Olivia Joules, Estrela Píer.

Romantic Chick Lit Mysteries: tem mais romance do que  o aspecto chicklitiano
Ex:  Crepúsculo, A mediadora...



Wedding Lit
 Wedding Lit como o  nome já diz são livros que contam as histórias de casamentos, madrinhas e  os preparativos para o grande  dia. É sub dividido em três categorias:


Wedding/Marriage Lit (Literatura  com casamentos):  livros que retratam com humor a novela que pode ser o  planejamento de um casamento.
Ex:  Temporada de Casamento, As Listas de Casamento de Becky Bloom.


-Bridesmaid  Lit ( Literatura da madrinha) : livros centrados na melhor amiga da  noiva, ou seja, a madrinha.
Ex: O  noivo da minha melhor Amiga


Wedding Mystery : um gênero mais  restrito, que envolve mistério e casamentos.



Single City Girl Lit

 Single city girl lit, ou  literatura das  garotas solteiras na  cidade grande, é um gênero que envolve: encontros,  paqueras, amigos, trabalho, drinks e  apartamentos apertados divididos  com pessoas legais-estranhas-bizzaras-divertidas. A principal  característica é se passar numa grande cidade, geralmente Nova York ou  Londres.
Ex: Sex and the city,  Temporada de Caça:aberta, Confissões de uma Ex, Delírios de Consumo de  Becky Bloom, A Rainha da Fofoca...




Hen Lit


Hen  Lit são os livros que retratam a vida de mulheres com idades um pouco  superiores aos da maioria dos  chick lits’s.   Podem ir do final dos  quarenta aos sessenta, e geralmente tratam de temas familiares,  guinada  sno amor, etc..
Ex: A vida sexual  da minha tia, A terra Tremeu...



Bigger Girl Lit


Bigger Girl Lit,  ou literatura de grandes garotas, é um subgênero bastante conhecido e  revela o mundo das garotas que estão um pouco (ou bastante) acima do  peso, sua vida amorosa, sua relação com o trabalho, a família, e  principalmente sua auto-estima. É muito comum falarem também da perda de  peso, dietas. Podem ser muito realistas  ou bastante fantasiosos.
Ex: O Diário de Bridget Jones, Tamanho  42 não é gorda, Clara Hutt: uma vida de bandeja,  Antes Mal Acompanhada  que Solteira, A próxima Grande Sensação..





Fantasy Lit
Fantasy Lit é um dos subgêneros mais recentes do chicklit.  Podem ser sobre fadas, viajantes no tempo, bruxas, paranormais, vampiros  e tudo  que você possa imaginar.  As vezes se mistura ao Mistery Lit.
Suas histórias giram em torno de  protagonistas, engraçadas e espertas  em um mundo cheio de aventuras. 

Se  subdivide em:
-Time-Travel Lit ou Paranormal  Lit:  Sobre viajantes no tempo e atividades de alguma forma  paranormal.
Ex: A série A  Mediadora.

Fantasy Lit :  São chick lits com  histórias que envolvem bruxaria, superpoderes e magia.
Ex: Feitiços e Sutiãs, Férias e  Encantos.

Vampire lit: Obviamente  heroínas  chicklitianas vampiras, ou que se envolvem com vampiros.
Ex: A Caçadora



Working Girl Lit


Um gênero que   não é considerado oficial, mas que se enquadra na temática de muitos  chicklits.  São histórias centradas  nas carreiras de suas personagens  principais, seus problemas no trabalho, chefes e rotina.
Ex:  O diabo veste Prada, A vida é  uma festa, Samanta Sweet: a executiva do lar, Uma cama para três.



Ethnic Chick Lit

São  chick lits que retratam histórias  centradas  em diferenças sócio culturas de varias  etnias e religiões,  como: a indiana, a  de afro-descendentes, judia, cristã etc...
Não é muito difundida no Brasil.

Referências  Bibliográficas: This Is Chick-Lit (Lauren Baratz-Logsted ) - Chick  Lit: The New Woman's Fiction ( Suzanne Ferriss e Mallory Young)  -  Chicklit.co.uk -Chicklitclub.com - Chick Lit Books.com  -Chicklitchick.com

Texto integral do site Lost in Chick lit - confira o Blog aqui

Um comentário

  1. Adorei seu post sobre chick-li. Realmente, você está apta a falar sobre isso.
    13 livros numa semana???? Parabéns hein
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir