Entrevista V.Totta





Olá meus amores!
O que vocês estão achando do especial? Espero que estejam gostando!!
No post de hoje vamos conhecer a escritora brasileira V. Totta. Ela é uma grande amiga e seu livros são maravilhosos.
Então vamos parar de bá, blá, blá e vou apresenta-la a vocês.


Biografia:

Val, como gosta de ser chamada, nasceu em fevereiro de 1981, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Viveu no mesmo lugar e estudou em escolas publicas na maior parte do tempo.
Aos doze anos, na sexta série, leu seu primeiro livro para uma prova da escola O caso da borboleta Atíria e depois disso leu muitos outros livros. De Sabrina a Best Sellers.
Tomou como ídolo o autor Sidney Sheldon, escritor de muitos livros maravilhosos. Um dos livros preferidos por ela, dele é Se houver amanhã.
Aos dezesseis anos arrumou seu primeiro emprego em uma fábrica de lingerie. Quando terminou o segundo grau, prestou vestibular para veterinária, mas não passou. Depois disso, trabalhou em diversas áreas, sem focar em nada específico.
Casou-se aos 22 anos e aos 25 com nascimento do seu primeiro filho dedicou seu tempo à família. Depois disso teve mais duas meninas. Uma aos 28 anos e outra aos 31 anos.
Resolveu voltar aos estudos e ingressou na faculdade de informática, mas cursou apenas o primeiro período.
E hoje, com 32 anos, é mãe e esposa em tempo integral.
Sempre pensou em escrever, sempre teve muitas ideias, mas demorou muito a por esse sonho em prática.
Começou a escrever seu primeiro livro, cujo o título é A Cor da sua Alma e em quatro meses este estava pronto. Enquanto escrevia o livro, começou um blog com mais três amigas, onde elas escrevem um conto por semana, e cada uma é responsável por um capítulo.
Publicou seu livro no Clube dos Autores.
Agora está escrevendo um novo livro, uma trilogia envolvente e cheia de mistério.
Sabe quando as pessoas dizem que nasceram para fazer alguma coisa?
Ela costuma dizer, que nasceu para escrever.
Resolveu que ser escritora é o que ama fazer e pretende continuar até o dia que Deus permitir.



Desejo de Justiça
Sinopse: Após sua família ser brutalmente destruída, Gabriel Goulart e seu irmão Guilherme prometeram, diante do túmulo do pai que seriam homens de bem e justos. E assim o fizeram. Guilherme se torna um grande advogado respeitado e Gabriel o mais jovem, eficiente, implacável e determinado investigador da cidade de Curitiba.Quando um crime hediondo assola a cidade, Gabriel assume o caso e rapidamente chega ao assassino. Porém, o que jamais poderia esperar é que o irmão assumisse a defesa da acusada.Enquanto Guilherme acredita na inocência de sua cliente, Gabriel está disposto a tudo para provar que Monique é uma loba em pele de cordeiro.Te convido a embarcar nessa história e, junto com os irmãos, buscar a verdade e a justiça. Independente dos sentimentos envolvidos.


A cor da sua Alma
Sinopse: Kelly é uma menina linda e muito inteligente. Filha de pais trabalhadores, sempre teve as coisas com sacrifício. Estudou muito pra ter um bom emprego e desde nova trabalha. Quando ela muda de emprego, conhece David, que sempre teve uma vida confortável e tem tudo do bom e do melhor. Eles são completamente diferentes, mas não resistem à paixão avassaladora que acontece entre eles. E em nome desse amor, eles terão que superar preconceitos, diferenças, inveja e outros obstáculos para que consigam viver seu amor em paz.


Do fundo da Alma
Sinopse: David era o tipo de homem bem sucedido que não acreditava no amor. Não depois de ter visto sua mãe definhar até a morte por causa desse sentimento.Entretanto ele adorava as mulheres. Estar com elas, no meio das pernas delas era o que ele mais apreciava. Um mulherengo incurável.Até que ele conhece Kelly.E desde então sua vida muda, completamente.David se vê apaixonado pela primeira vez, e pra sua sorte seu sentimento é correspondido, ele só não contava que havia alguém disposto a tudo, absolutamente tudo pra atrapalhar sua felicidade.
PS. Este livro é o POV do livro A Cor da sua Alma.


Tentação
Sinopse: Cansado de ver o Destino brincar com suas vidas, Greg tomou sua decisão.Situações desesperadas, requerem medidas desesperadas.Agora está tudo nas mãos de Oliver.Salvar sua amada e dar um fim no círculo vicioso que se tornou tragédia em suas vidas, virou sua prioridade. Ele só não esperava que fazer isso fosse algo tão difícil.Ele não contava que houvesse um culpado e esse alguém era tão próximo que tornava tudo mais difícil.


ENTREVISTA

1. Quem é V. Totta?

R: Sou eu, prazer. (risos) Brincadeira! Então, sou Val, como eu gosto de ser chamada, mãe de três filhos, casada e apaixonada por livros, desde a adolescência. Roqueira de carteirinha. Viciada em café. Colecionadora de chinelo e caneca, e agora escritora. Que diga-se de passagem é meu passatempo favorito.

2. Como você descobriu que queria ser escritora?

R: Acho que essa vontade sempre morou em mim, mas eu sempre a ignorei. Lembro que quando eu trabalhava fora, voltava no ônibus, criando histórias na minha cabeça. As vezes pensava: vou escrever uma novela. Mas isso nunca saiu do pensamento, até o dia que eu sentei na frente do computador e comecei a escrever. Mas isso demorou, pelo menos, uns bons dez anos.

3. Todos os seus livros têm uma pegada mais hot. Por que você escolheu esse gênero para escrever?

R: Sempre gostei de romance, apesar de ler todos os gêneros literários. Até Sabrina mas confesso que não lembro de nenhuma história que eu tenha lido. Enfim, quando li 50 tons de cinza, me apaixonei pela história e também pela parte hot. Achei interessante e pensei: poxa, todas as pessoas na vida adulta fazem sexo, gostei disso. Gostei de ler a coisa como realmente é. Então quando decidi que queria escrever, quis colocar essa pegada hot nos livros, mas a primeira coisa que me comprometi a fazer, é que meus livros tivessem um Q a mais, alguma coisa que prendesse o leitor. Acredito (pelo menos é o que eu tento passar) que o hot nos meus livros é apenas um bônus.

4. Você já tem alguns livros publicados como A Cor da Sua Alma, Tentação e Do Fundo da Alma. Só que o que está em destaque é o livro Desejo de Justiça. Conte-nos um pouco sobre ele.

R: Desejo de Justiça foi o primeiro livro policial que eu escrevi. Sempre gostei desse tipo de história, sempre me senti cativada por isso. Então pensei: porque não juntar isso com a pegada hot? Amadureci a ideia na cabeça e então surgiu o enredo do livro. No livro eu tento passar incerteza e certezas o tempo todo. Tento fazer o leitor querer terminar logo, pra saber como tudo se resolve. Acho que consegui.
Gabriel é meu xodó. Eu descobri, com ele, que a gente pode se apaixonar pelos nossos próprios personagens (risos).

5. Tem alguma escritora do gênero erótico que você admira ou se inspire?

R: Olha quando eu leio essa pergunta, a primeira que me vem a cabeça é a Sylvia Day. Sou apaixonada pela escrita dela e como ela prende o leitor. Mas apesar disso a Sylvia usa termos mais “fortes”, digamos assim, nos livros dela. Já eu prefiro deixar a cena hot mais leve, sem termos pesados.  Isso foi outra coisa que eu adotei como característica minha, quando decidi que escreveria livros hots.

6. Você já teve experiência como escritora independente e em editora. Como é os dois lados?

R: Os dois lados têm seus prós e contras. Não fiquei tanto tempo assim com a editora pra ter uma vasta experiência para contar. Claro que o tempo que fiquei com eles foi ótimo, me rendeu muito aprendizado, e isso é uma coisa maravilhosa. Por outro lado, estar independente significa trabalhar ainda mais arduamente, para se fazer “lida”. Afinal esse é meu propósito, fazer com que cada vez, mais pessoas conheçam meu trabalho. Entretanto eu sou livre pra tomar todas as decisões sobre minhas obras. Como eu disse é uma faca de dois gumes.

7. Em sua opinião, qual a maior dificuldade de se escrever um livro?

R: No meu caso, sinceramente, sou eu mesma. Eu tenho muitas ideias, um caderno cheio delas. E sempre surgem mais e mais. Posso dizer que tenho ideias pra pelo menos mais dez livros. Mas eu me cobro muito, excessivamente. Nunca acho que está bom. Se eu ler o mesmo trecho dez vezes, sempre encontro algo a ser alterado. E isso algumas vezes se torna cansativo. Eu exijo demais de mim mesma e esse é um dos motivos do Sede de Vingança, que é o livro do Guilherme, ainda não ter saído. Eu nunca acho que está bom o suficiente e já perdi a conta de quantas vezes, reli ele todo pra ver o que podia ou não melhorar.

8. O que você acha do mercado literário brasileiro?

R: Olha acho que está crescendo mas ainda falta um caminho muito longo pra ser ideal. Estão surgindo editoras pequenas, dispostas a apostar no autor nacional e isso é muito legal, muito gratificante. Mas infelizmente, as pessoas ainda valorizam muito o autor estrangeiro.

9. Você já tem novos projetos? 

R: (risos) Muitos, como disse na resposta 7. Brincadeira... Eu estou terminado um livro, que devo lançar ainda esse ano, que se trata de um quase triângulo amoroso. Sem Spoiler! Conta a história de Lucya, uma menina, que tem um jeito muito próprio de ver a vida, de agir e acaba se apaixonando por dois caras completamente diferentes. Tanto um do outro, quanto dela. É um romance, mais leve, sem mistério, sem tortura, sem mortes. Juro! Ninguém morre nesse livro!!! (mais risos)
E tem o livro do Guilherme que eu tenho planos de lançar ele no final de Janeiro. Se tudo correr dentro do cronograma e do esperado.

10. Deixe uma mensagem para os leitores.

R: Ahhhh os leitores. Eu adoro eles, de paixão. É por eles e pra eles que eu escrevo. É indescritível quando um leitor te chama no inbox e elogia seu livro, que você fez com tanto carinho. Então eu só tenho que agradecer a cada um que dedicou um pouco do seu tempo pra ler algum livro meu. De verdade, muito obrigada. Sem vocês eu não seria nada.
Beijos literários e “simbora” devorar livros 

Beijinhos!  








Postar um comentário

[blogger][facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget