Salva- me - Rachel Gibson

Em breve pela Geração Editorial



Salva-me 
Autora: Rachel Gibson
Págs: 272
Preço: R$ 34,90

A salvação de Sadie Hollowell e Vince Haven depende de muitos fatores. Ele voltou traumatizado da guerra ao terrorismo no Afeganistão e ela, aos 33 anos, acha ridículo ser convidada para ser dama de honra do casamento de uma prima no interior do Texas, onde nasceu. Ambos estão perdidos, à procura das raízes e de uma identidade que a vida foi esfacelando, e são atormentados por uma atração sexual violenta que demora muito a se transformar em amor e compromisso.
O que se oferece aos leitores é uma história tensa, em que preconceitos e hesitações lutam contra o amor, sem saber qual dos lados terá o triunfo final. Vale a pena ler e torcer por ele.


“SALVE-ME”: À PROCURA DE SALVAÇÃO PELO AMOR NO INTERIOR DO TEXAS

Sadie Hollowell e Vince Haven estão perdidos no imenso território do Texas sem saber que são predestinados um ao outro. São dois seres à procura de si mesmos e, como em todos os romances de amor, este si mesmo repousa na alma do outro. Esta é a história que este livro tem a nos contar, em essência.

As peripécias começam quando Sadie, que saiu há quinze anos de Lovett, sua cidade natal no Texas, é convidada por uma tia para ser dama de honra do casamento de uma prima. Ela sempre relutou muito em voltar à sua terra natal, onde deixou muitos problemas não resolvidos, especialmente uma relação difícil com o pai, um rancheiro texano durão que ficou viúvo e a criou como pôde, mas nunca chegou a entender a filha, nem ela a ele. Na volta para o casamento da prima em Lovett, ainda cheia de dúvidas e temendo reencontrar a sociedade faladeira e hipócrita da pequena cidade onde o casamento significa tudo para uma mulher, ela conhece por acaso um homem grandalhão, forte e bonito que está com uma caminhonete encrencada à beira da estrada. Procurando ajudá-lo, ela dá carona a ele até a cidade, onde ele irá se encontrar com uma velha tia proprietária de um posto de gasolina e mercearia. Ele é um fuzileiro naval que volta da guerra do Afeganistão trazendo segredos que o atormentam e está à procura das raízes ou de um significado para a sua vida cheia de tédio.

Não é à toa que este personagem surge, pois ele faz parte de uma série de romances, desenvolvida por Rachel Gibson, sobre americanos ex-combatentes da guerra aos terroristas no Oriente Médio e em outras partes que voltam para casa à procura de um sentido para a vida.

No casamento da prima, Sadie ficará oprimida pelos comentários das tias e as manias neuróticas das senhoras do lugar, onde o mexerico é inevitável, e acabará nos braços de Vince. Embora tenha se sentido fortemente atraída por ele, ela reluta em começar um caso de amor com um homem que lhe parece de caráter duvidoso. No entanto, a tensão sexual entre o casal só faz crescer, proporcionando cenas de forte erotismo romântico, com as quais o romance fica mais e mais apimentado. Até este ponto, e por muitos capítulos, a história parecerá a de um caso de erotismo não resolvido, ficando na superfície do amor, já que nem Vince nem Sadie, relutantes, se entregam a um compromisso maior. A paixão sexual ocupa o lugar do amor, pois este poderia implicar responsabilidades das quais os dois se esquivam.

Como tudo acabará? Vince traz consigo estranhos pesadelos de seus tempos de combatente no Afeganistão e tem também um defeito físico que nunca revelou a Sadie. Ela, por sua vez, perde o pai e deve ficar cuidando do rancho em Lovett, coisa para a qual não se sente devidamente preparada.

SALVE-ME, lançamento da Geração Editorial em sua linha de romances de amor, tem 272 páginas cujo interesse vai num crescendo, conforme a forte atração sexual do início vai se tornando um problemático caso de amor num ambiente preconceituoso, onde as mulheres são vistas como predestinadas ao casamento e os homens podem ter uma vida sexual livre sem que ninguém os incrimine. Rachel Gibson foi premiada nos EUA por seus temas voltados para o romance e o erotismo entre seres que se perdem e se reencontram, recebendo dois prêmios RITA (Romance Writers of America) e produzindo séries que a levaram à condição de autora best-seller, com penetração especial no mundo feminino de leitores.

O que aguarda esse casal apaixonado e problemático justifica uma apaixonada leitura deste romance da bem-sucedida escritora.

Sobre a autora: 
Rachel Gibson descobriu seu talento como escritora aos 16 anos, quando saiu com o carro do pai e bateu em um barranco. Quando seus pais chegaram, contou uma história tão real, que seus pais acreditaram que ela havia sido vítima de um acidente de trânsito. E desde então não parou mais de contar histórias. Escritora de sucesso nos EUA, ganhadora do Prêmio RITA, está feliz ao ver que um de seus romances está em primeiro lugar na lista do jornal americano The New York Times. E seus outros romances figuram no Top Ten Favorite Books of The Year (lista dos 10 livros mais vendidos no ano, publicada pelo jornal The New York Times).

Postar um comentário

[blogger][facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget