Desvende meu estilo / Amor a moda Antiga Pré venda



Desvende meu estilo
Minha Vida Fashion em Rabiscos
Autor Dominic Evans
Editora Belas Letras
Páginas 144
Pré Venda

 A MODA DESAPARECE, O ESTILO É ETERNO

A moda tem a ver com ideias. Com o modo como vivemos, com o que está acontecendo. Em Desvende meu estilo, já disponível em pré-venda, o ilustrador britânico Dominic Evans apresenta um diário-guia do mundo fashion. Após ter lançado Desvende meu coração no ano passado, agora é a vez dos amantes do mundo da moda mapearem os seus próprios estilos e tendências.
Existe algo mais legal no mundo do que roupas? Se você pensa assim, precisa ir às compras com mais frequência, querida!
Este livro é um lugar para explorar, mapear e compartilhar seu estilo único - é parte diário de moda, parte guia de estilo e parte solução de problemas no seu visual - sua própria fada-madrinha fashion. Seja você a musa da área nobre ou a gatinha da passarela, este livro vai levar você ao mundo das divas.






Amor a Moda Antiga
Autor Carpinejar
Editora Belas Letras
Páginas 104
Pré Venda

Em seu aniversário de 43 anos, Fabrício Carpinejar ganhou de presente uma velha máquina de escrever Olivetti Lettera 82 verde-esmeralda. Desde esse dia, ele se dedica a escrever nela poemas de amor e a guardá-los como um inventário de seus sentimentos e emoções ao longo de sua carreira. Pela primeira vez, a Belas-Letras publica esses poemas exatamente como os originais foram enviados à editora, em maços de papel despachados pelos Correios, sem nenhum tipo de correção ortográfica, edição ou retoques, inclusive com as próprias anotações à mão feitas pelo próprio Carpinejar. Todos os textos de Amor à Moda Antiga (inclusive este) foram originalmente escritos em máquina de escrever. O resultado é um livro orgânico, singelo e apaixonadamente imperfeito, exatamente como o amor é

Quando decidimos comprar uma máquina de escrever verde-esmeralda para entregar ao Carpinejar, logo imaginamos: a empreitada seria, no mínimo, curiosa. O “setor dos jovens” da editora comprou fitas erradas, os apetrechos não encaixavam na máquina, e aí por diante. Contudo, no dia do seu aniversário, o escritor estava preparado. Desde o último outubro, Carpinejar escreve poemas sobre o amor cotidiano em uma máquina de escrever Olivetti Lettera 82.

Nos calhamaços de papel, destacam-se as correções feitas à mão pelo poeta. Entre um verso e outro, onde o olhar sobre o cotidiano e as pequenas situações que acabam por resumir o amor se fundem, Carpinejar mostra um novo lado de sua escrita. “Não me dê somente a sua alegria / me dê também a sua melancolia / para me preparar a saudade”.
Intencionalmente, os textos não passaram por revisão, edição ou tratamento digital, depois de terem sido entregues pessoalmente pelo autor em três maços guardados em envelopes de papel pardo, na mesma ordem em que estão publicados nas páginas do livro.
 Amor à moda antiga  sai em versão fac-símile e chega às livrarias para o dia dos namorados. Quer garantir o seu antes?






Postar um comentário

[blogger][facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget