A menina que engoliu o sapo - Dilma Bittencourt



A menina que engoliu o sapo
Autor: Dilma Bittencourt
Ilustrador: Miriam Lerner
Páginas: 112
Editora Top Books
Compre na Livraria Travessa

Neste seu novo livro, DILMA BITTENCOURT faz uma aguda e bela reflexão sobre o tempo através da espera de uma menina por seu pai, que saiu de casa. Como diz no prefácio Clara Acker, doutora em filosofia pela Universidade de Paris IV – Sorbonne: “O tempo se apresenta como um mistério, que só encontra solução na experiência da volta das flores ou na realidade do corpo da menina-sapo, que cresce com a ausência do pai. A menina que engoliu o sapo de ver seu pai partir, de conviver com uma mãe preconceituosa e amarga, responde ao tempo com um saber quase oriental, taoista: fora e dentro são um. O tempo emocional corresponde ao tempo natural”.
Em linguagem poética, finamente trabalhada, a autora cria um ambiente de emoção e mistério, no qual amadurece a menina protagonista, enquanto, paralelamente, apresenta aos jovens leitores uma ampla gama de termos e expressões mais sofisticados, coisa rara de se ver, nos dias de hoje, em obras de literatura infantojuvenil.
Na base do enredo, como uma espécie de fundação a sustentar o edifício literário, está a filosofia, pontuando a relação da menina Priscila com cada um dos demais personagens – a mãe, a cozinheira, o padre, e até Deus – e sua procura contínua por um casaco desaparecido, metáfora do abrigo que só o pai poderia proporcionar. Como diz a psicanalista Frinea S. Brandão, ao final de A MENINA QUE ENGOLIU O SAPO, “esperamos que, para sempre, um casaco nos cubra, aconchegue, proteja, enquanto formos meninas, enquanto estivermos meninas...”.


A capa do livro já me encantou, ao abrir as páginas do livro comecei uma viagem através de uma menina que espera a volta do pai, suas emoções, a saudades que bate forte, o modo como o pai cuidava dela, desde a blusa que ele sempre pedia que levasse.

Vamos acompanhando através de uma linguagem poética fatos de nossa menina protagonistas, diálogos e questionamentos até Deus .
A menina amadurece e novas saudades aparecem, aquela sensação de proteção do pai como um agasalho que aquece, abraça e está por perto.

A edição do livro está maravilhosa, capa dura as ilustrações estão lindas e coloridas, a leitura fluiu bem de forma encantadora, a primeira vista pensamos se tratar de um livro somente para crianças, mas a leitura é indicada a todos que gostam de palavras doces em forma de poesia.

Com participação especial do filhote Ian 






Postar um comentário

😍😍😍que lindo!!! Amei, amei. Ian se saiu muito bem posando como modelo. Resenha linda!! Beijocas

Este comentário foi removido pelo autor. -

Adorei a resenha e os efeitos especiais do nosso galã Ian,
interpretando o leitor, abraçando o livro, se divertindo e refletindo!
Beijos para ele e a mamãe Joyce, blogueira encantada. Dilma Bittencourt😘

[blogger][facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget