Achados e Perdidos - Brooke Davis


Achados & Perdidos
Uma história que fará você rir, chorar e se sentir um pouco mais sábio.
Autora Brooke Davis
Páginas: 252
Editora: Record
Skoob
Pesquise e Compre

Millie Bird é uma garotinha de apenas 7 anos que já sabe muita coisa. Ela já descobriu que todos nós um dia vamos morrer. Em seu Livro das Coisas Mortas, ela registra tudo o que não existe mais. No número 28 ela escreveu “Meu Pai". Millie descobriu também, da pior forma possível, que um dia as pessoas simplesmente vão embora, pois a mãe dela, abalada com a morte do marido, a abandona numa grande loja de departamentos. Ela só não está triste porque conheceu Karl, o Digitador, um senhor de 87 anos que costumava digitar com os próprios dedos frases românticas na pele macia de sua mulher. Mas, agora que ela se foi, ele digita as palavras no ar enquanto fala. Ele foi colocado pelo filho em uma casa de repouso, porém, em um momento de clareza e êxtase, ele escapa, tornando-se então um fugitivo. Agatha Pantha é uma senhora de 82 anos que mora na casa em frente à de Millie e que não sai mais, nem conversa com ninguém, há sete anos. Desde que o marido morreu, ela passou a viver num mundinho só dela. Agatha preenche o silêncio gritando, pela janela, com as pessoas que passam na rua, assistindo à estática na televisão e anotando em seu diário tudo o que faz. Mas, quando descobre que a mãe de Millie desapareceu, ela decide que vai ajudar a menina a encontrá-la. Então, a adorável garotinha, o velhinho aventureiro e a senhorinha rabugenta partem em uma busca repleta de confusões e ensinamentos, que vai revelar muito mais do que eles imaginam encontrar.


Um livro sobre perdas e recomeços.

Mille é uma menina de 7 anos, com seu livro de Coisas Mortas, ela vai registrando tudo que perdeu a vida, seu cachorro,  como item 28 seu pai.
Um dia em uma loja com sua mãe, conhece Karl, um senhor de 87 anos,  uma amizade surge entre uma geração com 80 anos de diferença.
A mãe de Millie, á abandona, mais uma vez ela se sente sozinha, pois já perdeu seu pai.

Karl e Agatha foram bem apresentados na sinopse no livro sem precisar de muitos detalhes.
O que faz essas três pessoas se cruzarem no caminho?

Millie está abandonada, Karl a ajuda, quando estão juntos, a pessoa responsável por ela a encontra e está formada uma confusão, Millie some, Karl é acusado, quando tudo se resolve, ele vai atrás da "Só Millie" que está sendo ajudada também por Agatha uma senhora vizinha.
Os três irão sair em busca da mãe de Millie com a pista de uma passagem, e viverão muitas aventuras nessa busca, dois idosos e uma menina de 7 anos.

Alguns outros personagens são inseridos nessa história , durante a busca do trio, um boneco de plástico, será o quarto elemento dessa busca.

O final do livro foi regado a emoções que me assustaram, depois consegui respirar aliviada.

Confesso que comecei a leitura do livro sem saber o que esperar, não li nenhuma resenha e fui surpreendida de uma maneira super positiva.

Temos a visão de uma menina de 7 anos, que perdeu seu cachorro, ela voltava o quintal e ficava ao lado dele ali enterrado, perdeu seu pai, sua mãe a abandonou ela segue no livro buscando sua mãe, sempre deixando recados "Estou aqui mamãe", foi de cortar o coração ver como tudo a abalou, emocionalmente, no decorrer do livro ela é uma menina forte, mas no final sentimos toda sua fragilidade.

Karl, com certeza uma pessoa que eu teria gostado de conhecer, ao ser abandonado no asilo por seu filho, já sem esposa, se vê sozinho, ajudar Millie o trouxe de volta a vida, sentiu novamente a liberdade de escolhas, se fez útil em muitos momentos e conseguiu uma segunda chance de ser feliz novamente.

Agatha tão certinha, com sua vida regrada, sua viagem com Millie despertou muitos sentimentos, se permitiu viver sem muito pensar ou anotar em seu caderno.

Um história que envolve e comove o leitor, ao ser relatada por uma menina de 7 anos, e duas pessoas mais idosas que reaprendem nessa jornada, voltam a sentir emoções e se permitem viver novamente, a escrita da autora flui muito bem, li em poucas horas.

A escrita da autora fluiu muito bem, uma escrita clean e direta, com personagens de diferentes gerações, dando uma visão ampla de cada um.

Achados e perdidos é uma linda história, onde achamos sentimentos que estavam guardados e aprendemos a lidar com as perdas de uma maneira que nos renova a esperança, assim como cria laços de amizade entre gerações...

A capa é uma graça, com uma diagramação simples.

Postar um comentário

Ooi, não conhecia o livro, mas adorei o enredo e sua resenha, achei a capa uma lindeza de linda haha
beeijos
http://bellapagina.blogspot.com.br/

Que capa mais fofinha :)
Adoro essas histórias que nos fazem refletir.
vou add à lista.
Beijos,
http://www.fabulonica.com/

Olá!
Adoro livros sobre perdas e recomeços. A história de Millie parece ser bastante intensa e emocionante. Quero conferir como termina.
Gostei muito dos pontos que você ressaltou. Acho que é uma história que tem tudo para me agradar.
Pretendo lê-lo em breve.
Beijos.

Li
Literalizando Sonhos

Já tinha visto esse livro pelas redes sociais, mas confesso que só agora parei para ler uma resenha. E fico feliz que suas impressões tenham sido positivas.
Já li alguns livros narrados por personagens jovens e acabei bem envolvida com o narrador. E conferindo sua opinião percebi que essa mix das gerações deve funcionar mega bem, além de deixar muitas lições de vida para o leitor.
Lembrei de uma série nacional, que li anos atrás, chamada Poderosa, onde a protagonista Joana se dar muito bem com sua avó. E esse envolvimento das gerações acaba sendo positiva para ambas as partes.
Enfim amei a dica. Beijos

Leituras, vida e paixões!!,

Olá!
Estou muito ansiosa para ler esse livro porque parece ser muito emocionante e incrível ao mesmo tempo. Gosto muito de histórias de superação e essa simplesmente quebrou meu coração.
Beijos.
https://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

Oiiii Joyce, nossa esse livro me parece muito fofo, nunca li um livro que a protagonista fosse uma criança. Estou bem curiosa para conhecer a obra! Adorei a capa!
Bjão

Joyce amei a resenha desse livro, adoro personagens crianças em drama, ainda não tinha lido nenhuma opinião sobre essa obra, mas já fiquei entusiasmada. Bjkas

[blogger][facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget