RESENHA: AS SETE IRMÃS - Lucinda Riley


As Sete Irmãs
A História de Maia
As Sete Irmãs # 1
Lucinda Riley
Ano: 2016 / Páginas: 480
Editora: Arqueiro
Compre na Saraiva / Amazon 


Em As sete irmãs, Lucinda Riley inicia uma saga familiar de fôlego, que levará os leitores a diversos recantos e épocas e a viver amores impossíveis, sonhos grandiosos e surpresas emocionantes.
Filha mais velha do enigmático Pa Salt, Maia D’Aplièse sempre levou uma vida calma e confortável na isolada casa da família às margens do lago Léman, na Suíça. Ao receber a notícia de que seu pai – que adotou Maia e suas cinco irmãs em recantos distantes do mundo – morreu, ela vê seu universo de segurança desaparecer.
Antes de partir, no entanto, Pa Salt deixou para as seis filhas dicas sobre o passado de cada uma. Abalada pela morte do pai e pelo reaparecimento súbito de um antigo namorado, Maia decide seguir as pistas de sua verdadeira origem – uma carta, coordenadas geográficas e um ladrilho de pedra-sabão –, que a fazem viajar para o Rio de Janeiro.
Lá ela se envolve com a atmosfera sensual da cidade e descobre que sua vida está ligada a uma comovente e trágica história de amor que teve como cenário a Paris da belle époque e a construção do Cristo Redentor.

Pa Salt adota seis filhas de vária partes do mundo, um solteiro e velejador, todas criadas com muito amor e carinho, cada uma delas tem sua personalidade.
Cada filha tem o nome das Sete Irmãs - constelação favorita dele.
Maia, Ally, Estrela, Ceci, Tiggy, Electra e Mérope.

Com a morte do pai, elas se reúnem para a despedida, ele deixou a cada uma delas uma carta com pistas sobre suas origens.
Maia sempre foi pacata, morando na casa de seu pai, as demais irmãs seguiram suas vidas longe de casa.
Seu ex namorado a está procurando, com isso decide de última hora ir atrás de seu passado e pais naturais.
Seu destino é o Rio de Janeiro, com a ajuda de Floriano Quintelas autor que conhece bastante da história do Rio de Janeiro, a ajuda com as pistas que tem.

Ao pesquisar mais a fundo, vai descobrir sobre seu passado, uma funcionária da casa das Orquídeas onde morou sua família vai lhe dar muitas cartas trazendo grandes revelações.

Através dessas cartas vamos conhecer a história de Bel, Gustavo e Laurent, teremos uma narração repleta de sentimentos, um amor lindo, em uma época que as regras eram mais importantes que a felicidade se fez presente mais uma vez.
Bel e Laurent vivenciaram um amor tão forte, lindo mas que não foi capaz de vencer grandes barreiras da sociedade.
Me encantei com a sensibilidade nas cartas sobre o passado de Maia.

Floriano Quintelas, além de um grande amigo passa a ser mais que isso, a vinda ao Brazil além de conhecer sua avó trouxe um grande amor.
Sua avó irá fazer grandes revelações que irão abalar a estrutura de Maia, mas ao mesmo tempo o amor de avó acalenta sua alma.

De volta a sua vida, Floriano conhece seu lar, sua felicidade está ao seu lado, ele tem que voltar .... e através de uma carta revela todo seu amor a Maia.

Será que Maia vai mudar de vida em prol de seu grande amor?

Maia no final do livro vai deixar vir a tona um grande segredo seu, e com isso sua alma fica um pouco mais leve sem esse peso.

Com certeza no segundo livro teremos muitas emoções com mais uma irmã descobrindo sobre suas origens.

Adorei a Maia, durante todo o livro ela foi se redescobrindo como pessoa, grandes revelações a deixaram com um olhar diferente sobre a vida.
Encontrar Floriano nessa jornada trouxe uma luz e uma vontade de seguir em frente sem deixar nada para trás.

Floriano me encantou com tanta gentileza e sinceridade em suas posturas.

As Sete Irmãs é um livro maravilhoso com a delicadeza da escrita de Lucinda Riley e personagens que trilham uma jornada de redescobrimento de si mesmo.

Não tem como não se encantar, se emocionar com toda essas histórias de gerações.
Além da rica gama de informações sobre a construção do Cristo Redentor e os lindos cenários de Paris.

Mais uma história de Lucinda Riley que arrebata meu coração, e abre as portas da curiosidade para os demais livros da série.


 

Postar um comentário

Oie, tudo bom?
Caramba, isso é muito legal! O fato de seis garotas precisarem encontrar suas raízes em diferentes lugares do mundo, parece ser muito legal! Já coloquei na listinha!

Oi Joyce!

Tudo bem? Se não me engano eu tenho um livro dessa série aqui em casa (acho que na época foi lançado pela Novo Conceito), mas não li ainda, aliás nunca li nada da Lucinda.

Eu gosto muito dessa coisa de auto-descoberta em uma jornada e pelo que li é exatamente isso que posso esperar da série. Talvez enfim dê uma chance ao livro. As capas são realmente divinas.

Beijinhos - Jessie
www.paraisoliterario.com

Oi! Tudo bem?
Não é muito o gênero que eu costumo a ler, mas eu gostei de verdade da história.
Me pareceu uma história leve e intensa ao mesmo tempo.
Senti falta de quotes, flor, mas a resenha está bem sucinta e por isso, perfeita.
Você também escreve muito bem. Valeu pela indicação, nunca li nada da autora.
Beijinhos!

Eliziane Dias

Oi Joyce!
Tenho um livro da Lucinda Riley aqui em casa, mas ainda não li. Apesar dos inúmeros comentários positivos sobre suas histórias, tenho minhas dúvidas se irei gostar, pois tenho a impressão de que ela puxa para o romance histórico, que eu não curto. Além de que normalmente, os seus livros são bem grossos...
Bjss

http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

Olá!
Essa série é uma das mais conhecidas da autora né.
Eu ainda não li e não conheço a escrita da Lucinda, mas solicitei outro livro dela para conhecer.
Acho legar a forma como se desenrola a questão envolvendo as irmãs e sobre todo seu passado, o fato de buscarem seu lugar dentro daquilo do que acreditam, resgatando suas origens.
Espero gostar da proposta!
Beijos!

Camila de Moraes

Eu já ouvi falar muito dessa autora! Sei que ela tem milhares de fãs no Brasil. E essa é justamente a série da autora na qual quero apostar, mas ainda não tive oportunidade. Creio que irei amar, pois gosto muito de sagas familiares, de histórias que abordam temas mais reais, mais próximos da gente. E eu não sabia que as irmãs eram adotadas. Antes eu acreditava que todas tinham o mesmo sangue. Achei bem interessante.

Bjs!

Oi Joyce, tudo bem?
Achei bem legal a proposta de conhecer cada irmã com gestos e costumes bem determinantes. Porém essa primeira história acabou não me envolvendo. Vou aguardar pelas próximas.
Bjim!
Tammy

Ooi,
Eu não conheço a escrita da Lucinda mas minha mãe adora essa série! Eu gosto bastante da proposta de conhecer uma irmã em cada livro e pelo que minha mãe comenta do livro, as história são envolventes e muito bem escritas. Está na minha listinha de desejados!

Beijos!

Oi, Joyce!
Uma amiga minha está acompanhando a série e geralmente me conta a história sem muitos detalhes. rsrs
Eu gostei muito do seu ponto de vista, acho que o modo como a trama foi construída é bacana, ainda mais pela pesquisa que a autora fez em relação à construção do Cristo. Acredito que eu vá ler essa série em algum momento no futuro.
Bjs
Lucy - Por essas páginas

Achei super interessante isso de a personagem estar em busca de suas origens, ainda mais com essa menção ao Brasil na história, ficou ótima a sua resenha, quero muito ler os livros da autora.

Olá! Tudo bom?
Eu nunca li nada dessa autora e confesso que tenho muita curiosidade sobre. Obras que arrebatam o nosso coração sempre são as melhores. Fiquei curiosa sobre a tal gentileza do personagem e a história toda em si, espero poder ter a oportunidade de ler algo da autora. Adorei a resenha ♥

Beijos

[blogger][facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget