RESENHA - SÓ HOJE - CINTHIA FREIRE

13 abril 2019

Só Hoje
Autora Cinthia Freire
Ano: 2019 / Páginas: 430
Editora: Amazon



Há seis anos eu tive um encontro com a morte e naquela noite fiz uma promessa.
Prometi que passaria a minha vida à sua espera, aguardando até que ela estivesse pronta para me buscar.
Mas o tempo passou sem que ela voltasse e tudo o que me restou foi a dor que me impede de dormir e por muitas vezes parece prestes a me sufocar.
Eu viveria assim, estava preparado para continuar sozinho a sua espera, se não fosse por um pequeno deslize, uma única brecha na escuridão que havia se tornado a minha existência.
Era para ter sido apenas um momento, um sopro de ar em meus pulmões sufocados. Mas eu cometi um erro.
Eu me apaixonei por uma garota.
E agora, eu tenho medo que a morte volte, porque pela primeira vez desde aquela noite, eu não quero mais morrer.

Eu terminei a leitura deste livro ontem a noite e precisei fazer a resenha para colocar em palavras todas as emoções que vivenciei.

Mia é uma jovem tranquila, amiga de Marcela o oposto de sua personalidade, gosta de festas tem seus conflitos familiares mesmo com essa alegria aparente carrega suas dores.
Uma laço de amizade as une, Marcela sugere morarem juntas a princípio Mia reluta mas acaba aceitando para proteger sua amiga.

Focada em ter uma bela carreira de Advogada, Mia se esforça nos estudos, Marcela decide ir morar fora, em sua festa de despedida dará um presente a sua amiga Mia.
Seu presente é lindo, sexy e vai mudar sua vida para sempre.

Cadu está dando uma força a seu amigo irmão Lucca, por esta razão esta na festa ser escolhido por Mia será um divisor de águas em sua vida.

Mia e Cadu conversam bastante, há afinidades e atração. Na manhã seguinte Mia acorda com Cadu a seu lado sem lembrar de muitos detalhes, devido ao excesso de bebida. A despedida de sua amiga a deixa um pouco triste e Cadu passa o dia com ela.
Cadu não consegue tirar Mia de seus pensamentos, mesmo acreditando não ser merecedor ele a procura e começam um relacionamento.
Cadu é um homem reservado, quebrado que preserva um lado seu sem compartilhar suas dores e medos.

Mia a cada dia se encanta mais por Cadu, independente deste lado onde há um muro, ele a faz feliz como ninguém mais, há uma conexão muito forte entre eles.
Quando Mia o pressiona para irem em uma festa surge a primeira briga, que abala os dois.
Cadu insiste na ideia de não ser digno da felicidade ou mesmo do amor, tomando uma decisão que os deixarão perdidos.
Mia sofrerá demais, tentará de todas maneiras resgatar Cadu ...
A vida segue seu rumo, tentado colar os cacos de seu coração Mia vive dia a dia.

O destino nesse livro será o elemento surpresa, surpreendendo o leitor.
Não há como separar almas destinadas a ficarem juntas, em meio a muitos conflitos internos e familiares iremos saber a razão de Cadu carregar uma enorme culpa em seu peito a ponto de se negar a viver e apenas existir.

Foram tantos caminhos sinuosos para Cadu e Mia que confesso que me emocionei com o final do livro.

Mia é uma protagonista meiga, carinhosa que encontrou em Cadu o amor de sua vida, em meio a tantos conflitos dele, ela abriu os braços e o aceitou por inteiro com todas suas dores e mágoas. Ao tentar seguir em frente carregava ainda no coração o amor que nunca deixou de existir ...
Corajosa, insistente e muito forte assim defino Mia, ela passou por momentos tão doloridos ao aceitar Cadu em sua vida, ele a quebrou em mil pedaços.
Somente ele seria capaz de restaurar seu coração.

Cadu que personagem intrigante, ao começar a leitura do livro nos perguntamos o que levaria uma pessoa a se auto punir como ele, no decorrer do livro vamos conhecendo a fundo suas dores, uma culpa enorme no peito que o impede de seguir em frente. Ao conhecer Mia uma luz brilhou no fim do túnel pensando que poderia ser feliz, porém lidar com toda carga emocional não foi fácil e decide fugir ao lidar com tudo. Afinal ele não merecia.
Foi angustiante ver a forma como ele se tratava e punia dia a dia, a ponto de não perceber o amor das pessoas ao seu redor.
Resgatar valores familiares o fez lutar pela mulher que ama,  o destino brincou novamente com ele. Houve muitas batalhas interiores para enfim ele ser feliz sem pesos ou culpas.

Destaque para os demais personagens da história, Marcela puro carisma e autenticidade, a família de Cadu todos com resgates emocionais foi necessário muita maturidade para seguir em frente.

Que história linda e emocionante, mais um vez a autora me emocionou com palavras que retratam tantos sentimentos e emoções.

Amo histórias com personagens que carregam uma carga emocional que nos abala, pois há muita verdade em cada dor, mágoa e culpa acompanhar esse processo de aprendizagem e amadurecimento é muito gratificante.

 A escrita da Cinthia é envolvente em todos sentidos, em Só Hoje nos deparamos com uma montanha russa de emoções, lidei com a raiva por Cadu ter algumas atitudes ou quando seu medo domina em muitos momentos, ao mesmo tempo senti a força e determinação de Mia em não desistir do amor. Fiquei muito apreensiva com algumas revelações que deixaram meu coração apertado.

Só hoje é um livro que leva ao leitor uma viagem na montanha russa com as emoções, me emocionei, sorri e em alguns momentos de dor as lágrimas desceram silenciosamente.
Incrível vivenciar toda essa gama de sentimentos e ler a última página do livro com a leveza da alma e o coração aquecido por uma linda história de amor, superação e recomeços.



Nenhum comentário

Postar um comentário