RESENHA - SOB A LUZ DA ESCURIDÃO - ANA BEATRIZ BRANDÃO

08 abril 2019

Sob a Luz da Escuridão
Ana Beatriz Brandão
Ano: 2018 / Páginas: 336
Editora: Verus
Onde comprar > https://amzn.to/2WSTgpx




O mundo não está a salvo dos humanos. Da autora de O Garoto do Cachecol Vermelho.
Guerras e destruição, causadas pela ganância de um homem, quase levaram a raça humana à extinção. Com a radiação das bombas nucleares, o DNA humano sofreu mutações e uma nova espécie surgiu: os metacromos, seres especiais, com poderes extraordinários. Em meio ao caos de um mundo pós-apocalíptico, Lollipop e Jazz são resgatadas do instituto onde eram mantidas prisioneiras. Com as memórias apagadas, elas não sabem por que estavam ali nem quem as libertou.
E, enquanto buscam respostas sobre suas origens, só lhes resta lutar pela sobrevivência. Evan, um vampiro milenar, lidera com mãos de ferro uma das mais poderosas áreas do planeta. Mas quando, por obra do destino, ele reencontra a mulher que pensou estar morta há décadas, tudo desmorona e ele é obrigado a enfrentar o passado.
Ana Beatriz Brandão apresenta um mundo totalmente novo ao leitor em Sob a Luz da Escuridão. A raça humana não é mais a mesma, novas espécies foram criadas e agora é cada um por si. Uma história eletrizante, cheia de ação, tensão e romance, que vai provocar fortes emoções no leitor. Prepare-se e escolha seu lado nessa guerra: você é um metacromo ou um Deles?

Em um cenário pós-apocalíptico, vamos conhecer Lollipop uma garota metacromo, dona de um poder enorme que ainda não controla, Jazz sua irmã de coração ambas foram resgatadas do Instituto onde estiveram presas, sem memória o passado está em branco para ambas.
Resgatadas por Chris, um homem que as treina e no fundo nutre sentimentos por Lollipop.

Uma invasão em seu esconderijo as obriga a fugir, relutando muito Lollipop foge com Jazz deixando Chris. Sem rumo elas procuram abrigo quando são sequestradas. Nossa protagonista é uma guerreira nata protege Jazz como sua família.
Descobrem que estão em um lugar muito seguro, comandadas por Evan um vampiro de muitos anos que aparenta ter uma ligação com Lollipop que não se recorda de seu passado.

A princípio ambos se provocam demais com discussões desnecessárias que cansam um pouco o leitor.
Evam mostra um raiva contida por Lolli, ela não tem entende suas atitudes, assim como não leva desaforo para casa.
Onde há fumaça há fogo, entre eles há uma grande atração que cede aos desejos de ambos.

A partir desse momento Evan e Lolli estão juntos,  alguns fatos serão revelados do passado de nossa protagonista e iremos entender mais sobre sua história.
Jazz está treinando seus poderes de fogo com o melhor amigo de Evan.

Evan terá que lidar com as consequências de seu passado,  irá em encontro ao causador de muitos de seus problemas que também atingem seu povo.
Lolli ainda tenta entender seu passado, como tudo aconteceu até o presente momento.

Nossa protagonista vai enfrentar muitas oposições ao ficar ao lado do líder, muitas decisões a fazem crescer e amadurecer muito como pessoa.

O final do livro foi impactante. O futuro ainda não sabemos como será nesse mundo repleto de escuridão.

O começo do livro tem um ritmo muito forte, com lutas, bombas e tiros e depois p ritmo fica mais lento para situar e apresentar ao leitor o cenário, e história de cada personagem.

Lolli me irritou no início devido a sua mania de tudo levar a ferro e fogo com relação a Evan, foi cansativo. No decorrer do livro sua postura muda completamento mostrando sua maturidade, suas atitudes refletem uma mulher decidida que sabe o que fazer.

Evam é um vampiro apaixonante, lindo que carrega um peso enorme nas costas devido a seu passado. Um líder nato, preocupado com seu povo. Comanda com regras e em alguns momentos terá que tomar decisões que envolvem a mulher que ama.

Gosto muito da escrita da autora, li livros anteriores e este vem com proposta diferente de tudo que ela escreveu, eu particularmente fantasia e distopia que são apresentados neste livro.

A história está bem construída com elementos que prendem a atenção do leitor, a escrita deste gênero exige a construção de um mundo que seja coerente dentro da trama criada pela autora.
Toda a trama é cercada de grandes revelações que não podem ser explícitas para não estragar a surpresa.

Há muitos pontos a serem esclarecidos, visto ser o primeiro livro de uma trilogia.
Estou intrigada com o rumo de nossos personagens no próximo livro, destaque para Jazz e o braço direito de Evan que promete grandes momentos.

Nenhum comentário

Postar um comentário